Companhias chinesas operam um sexto da frota mundial dos Embraer 190

Cinco companhias aéreas da China operam 90 aviões Embraer 190, cerca de um sexto dos 565 aparelhos deste modelo construídos e já entregues pela empresa brasileira, destaca a imprensa económica de Macau, ao referir-se ao último relatório da atividade da fábrica de aviões brasileira no terceiro trimestre deste ano.

As companhias aéreas em questão são a China Southern, que opera 20 aviões deste modelo, a Guizhou/Colourful com nove, a Hainan com 50, a Hebei com seis e a KunPeng com cinco.

O comunicado da Embraer adianta que a companhia Hainan opera 20 aviões do modelo Embraer 195 e que o Banco Comercial e Industrial da China encomendou 10 aparelhos do modelo Embraer 190-E2, não tendo ainda recebido nenhum.

A empresa procedeu à entrega de 44 aviões no decurso do terceiro trimestre de 2019, dos quais 17 no segmento de aviação comercial e 27 no segmento executivo, de que 15 eram leves e 12 grandes.

A maior parte dos aviões entregues para o segmento da aviação comercial era do modelo Embraer 175, com 13 unidades, tendo no segmento da aviação executiva o primeiro lugar cabido ao modelo Phenom 300 com 14 aparelhos.

A Embraer procedeu à entrega de 117 aviões desde o início do ano, sendo 54 para a aviação comercial e 63 para a aviação executiva, cabendo os primeiros lugares aos modelos Embraer 175, com 45 unidades e Phenom 300 com 30 unidades.

Ainda no terceiro trimestre, a empresa procedeu à entrega do primeiro aparelho E195-E2 à AerCap, a maior empresa mundial de aluguer de aviões (leasing) e à Azul Linhas Aéreas Brasileiras, companhia que funciona como operadora do lançamento deste modelo.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica