Comunidade das Autoridades de Aviação Civil Lusófonas reúne-se em Cabo Verde

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

A Agência de Aviação Civil (AAC) de Cabo Verde recebe esta semana a V Reunião da Comunidade das Autoridades de Aviação Civil Lusófonas (CAACL), que decorre nos dias 19 e 20 de Março, na Cidade da Praia e que conta com a participação das representações dos Estados membros da CAACL (Comunidade das Autoridades de Aviação Civil Lusófonas), que foi criada com o propósito de reforçar os laços de amizade e promover a cooperação institucional entre as autoridades aeronáuticas dos países de língua oficial portuguesa.

A CAACL foi fundada em Julho de 2007, no âmbito da Reunião Informal de Directores Gerais de Aviação Civil da Comunidade Lusófona promovida pelo INAC, Instituto Nacional de Aviação Civil de Portugal, em que os Estados lusófonos presentes (Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, S. Tomé e Príncipe, e Timor-Leste) manifestaram-se favoráveis à criação da referida entidade, considerando fundamental a harmonização e conjugação de esforços para fazer face ao contexto da globalização, que impõe alterações substanciais ao transporte aéreo e imprime uma nova dinâmica de crescimento da aviação civil internacional. Assim, no dia 2 de Novembro de 2007 foi formalmente constituída a CAACL que congrega as Autoridades de Aviação Civil dos países de língua oficial portuguesa.

Após uma interrupção de três anos, Cabo Verde é o país que detém neste momento a presidência da CAACL e nessa qualidade, propõe retomar a concretização do referido encontro ao reunir na Cidade da Praia durante dois dias, sete dos países membros da comunidade para a V Reunião da CAACL, revela uma nota de imprensa distribuída esta semana pela AAC de Cabo Verde.

De referir que o país anfitrião decidiu estender o convite para a Guiné Equatorial que também marcará presença no encontro.

Perante a premissa de diálogo e cooperação alargada entre os países da Comunidade, diversas matérias relacionadas com as suas atribuições foram priorizadas pelos estados lusófonos para integrar a agenda de trabalhos do encontro, entre as quais destacam-se ações que venham a sustentar a proposta de a adopção da língua portuguesa como idioma de trabalho da OACI (Organização da Aviação Civil Internacional); o projecto da Biblioteca de normas e regulamentos; e projectos de formação comuns e cooperação internacional nas mais diversas áreas, de entre os quais se destaca a preparação de um plano de ação a ser submetida à ICAO visando a integração gradual das atividades da comunidade nas atividades globais daquela organização internacional.

 

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

GOL obtém autorização para subscrever empréstimo de um bilhão de dólares para evitar bancarrota

A GOL Linhas Aéreas, companhia aérea brasileira que passa...

João Carlos Pó Jorge exonerado das funções de diretor-geral da LAM – Linhas Aéreas de Moçambique

O Conselho de Administração das Linhas Aéreas de Moçambique...

Incidente com Airbus A320 da TAP na Dinamarca origina alteração de ‘software’ de motores

As autoridades dinamarquesas recomendaram a alteração de software utilizado...

SITAVA diz que a TAP excluiu o pessoal de terra dos novos acordos de empresa já negociados

O Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (SITAVA)...