‘Declaração de Toulouse’ compromete a aviação com a descarbonização

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

A ‘Declaração de Toulouse’, documento discutido e subscrito por mais de 40 países, muitas entidades, instituições e empresas, que defendem medidas para que o sector da aviação deixe de contribuir para o aquecimento global em 2050, foi lançado na semana passada no âmbito da presidência francesa da União Europeia.

Os signatários do documento “apelam a todos os parceiros a nível mundial para trabalharem em conjunto” tendo em vista a 41.ª assembleia da Organização da Aviação Civil Internacional, (ICAO/OACI, uma agência da ONU) convocada para finais de setembro.

O texto foi assinado por 42 países, incluindo os 27 da União Europeia (UE), mas também Estados Unidos, Reino Unido, Canadá, Marrocos e a Geórgia.

Dezenas de organizações e empresas, incluindo aeroportos, companhias aéreas, fabricantes de aeronaves e empresas de energia, também rubricaram a declaração, indicou o ministro delegado dos Transportes francês, Jean-Baptiste Djebbari, ao saudar o momento “histórico” que se viveu nesta sexta-feira, dia 4 de fevereiro.

Reunidos em Toulouse, sede da Airbus, os signatários querem que na ICAO/OACI os países adotem “um objetivo ambicioso a longo prazo para a aviação civil internacional, ou seja, emissões líquidas zero de carbono até 2050”.

O documento assinala que muitos países, instituições internacionais e associações de transportes aéreos já apoiam esse princípio, mas o objetivo é convencer outros países a assumirem idêntico compromisso, tendo Djebbari mencionado Brasil, Índia, África do Sul ou os países do Oriente Médio.

Para alcançar a neutralidade de carbono em 28 anos, os signatários apoiam medidas como “a melhoria da tecnologia das aeronaves, melhoria das operações, o uso de combustíveis de aviação sustentáveis” e incentivos financeiros e apoio à inovação ambiental e climática no setor, entre outras.

Com esta declaração histórica, a Europa torna-se a primeira região do mundo a ter alcançado um acordo entre autoridades públicas e partes interessadas privadas sobre uma ampla plataforma para a descarbonização da aviação. Os gigantes da aviação europeia – Airbus, Air France-KLM, ATR, Dassault Aviation,  Grupo ADP (Aéroports de Paris), Safran e Thales – “confirmam o seu compromisso com uma abordagem colectiva para enfrentar os desafios da transição para uma aviação sustentável”, revela as empresas no próprio dia do lançamento da ‘Declaração de Toulouse’.

 

  • Foto de abertura © Presidência Francesa/União Europeia

 

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Azores Airlines inicia novas rotas nacionais e internacionais no próximo mês de junho

A companhia aérea portuguesa Azores Airlines estreia, a partir...

Aumento para 45 movimentos/hora no atual Aeroporto de Lisboa requer estudo, esclarece o Governo

O aumento de capacidade do Aeroporto Humberto Delgado, em...