Delta Air Lines e United Airlines regressam à Cidade do Cabo

A companhia aérea norte-americana Delta Air Lines obteve autorização para retomar a rota da Cidade do Cabo, na República da África do Sul, anunciou o governo da província do Cabo Ocidental. Os voos terão partida da base da Delta em Atlanta, no Estado da Geórgia (EUA), e farão uma escala na cidade de Joanesburgo, na província do Gauteng.

A Cidade do Cabo é um destino popular para muitos norte-americanos, e desempenha um papel significativo na indústria do turismo sul-africano. O sector contribuiu para mais de 3,7% do PIB do país em 2019, tornando-se mais importante do que a agricultura, serviços públicos (eletricidade, gás e água) e construção, de acordo com estatísticas oficiais.

A retoma dos voos da Delta Air Lines para a Cidade do Cabo tem como pano de fundo uma recuperação gradual do turismo, que tem sido retardada pela pandemia de covid-19. O governo local espera que o regresso da companhia aérea norte-americana impulsione a recuperação do sector do turismo e da cadeia de valor.

“Continuamos empenhados em aumentar o investimento, expandir o comércio e desenvolver o turismo com os Estados Unidos, pelo que aguardamos com expectativa poder finalmente acolher a Delta Air Lines no Cabo Ocidental”, disse David Maynier, ministro das Finanças no governo provincial do Cabo Ocidental, uma das nove províncias da República da África do Sul.

Desde há 11 anos que a Delta Air Lines procurava retomar as viagens para a Cidade do Cabo. Não tinha conseguido por falta de autorização do Governo da República da África do Sul, que estava contra o voo triangular. Esta autorização para a companhia norte-americana operar é considerada uma vitória do governo provincial que nunca deixou de pressionar Pretória, onde a autoridade nacional de aviação civil parece não gostar muito dos voos internacionais com duas escalas.

A Delta retomou os voos diários entre Atlanta e Joanesburgo, no segundo semestre de 2021, após um período de interrupção, devido à pandemia de covid-19.

 

United Airlines pretende iniciar uma nova rota de Washington DC para a Cidade do Cabo em novembro deste ano

A United Airlines, outra companhia norte-americana também solicitou autorização para realizar voos diretos entre Washington DC e a Cidade do Cabo.

Em junho do ano passado, a United regressou à África do Sul, com cinco voos semanais sem escalas entre o Aeroporto Internacional Newark Liberty, na área metropolitana de Nova Iorque, e o Aeroporto Internacional Oliver Tambo em Joanesburgo. Em 2019 a companhia tinha lançado um voo direto para a Cidade do Cabo, que foi interrompido devido à pandemia.

O pedido da United, apresentado no passado mês de março, ainda não teve resposta das autoridades norte-americanas, mas na província do Cabo Ocidental é grande a expectativa e a esperança de que tudo correrá bem. Até final do ano duas das maiores companhias aéreas dos EUA poderão estar a voar para a Cidade do Cabo. Quanto aos planos da United é de realizar três voos por semana entre a capital política dos EUA e o Cabo Ocidental. Serão utilizados aviões Boeing 787-9 de 257 lugares.

“A atribuição destas frequências adicionais à United para expandir o serviço da costa leste dos EUA para a Cidade do Cabo é claramente de interesse público”, afirmou a companhia num comunicado oficial.

“Para além de ligar sem descontinuidades os principais centros comerciais e governamentais entre os EUA e a África do Sul e melhorar as opções e a conveniência dos consumidores, a atribuição destas frequências à United aumentará a concorrência com a Delta, que tem sido a transportadora aérea norte-americana histórica para o continente africano durante quase duas décadas”.

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica