Diogo Lacerda Machado (ex-TAP) assume funções na Euro Atlantic Airways

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

O ex-administrador não executivo da TAP, Diogo Lacerda Machado, que se demitiu do cargo em março de 2021, é, desde o início do passado mês de julho, vogal do Conselho de Administração da Euro Atlantic Airways, companhia aérea portuguesa especializada no leasing de aeronaves, noticiou nesta sexta-feira, dia 12 de agosto, o jornal ECO, na sua edição digital.

A nomeação do advogado e gestor, também conhecido nos meios políticos portugueses como “o melhor amigo do primeiro-ministro” foi oficializada no dia 1 de julho de 2022 e termina no final do ano, de acordo com a informação publicada nesta quinta-feira, dia 11 de agosto, no ‘Portal da Justiça’, refere o jornal. Lacerda Machado passa, assim, a ocupar a função de vogal no Conselho de Administração, juntando-se a Abed El-Jaouni, também vogal naquela empresa, Eugénio Fernandes, como presidente executivo, e Dane Kondic, como presidente do Conselho de Administração.

Lacerda Machado apresentou a demissão do Conselho de Administração da TAP em março de 2021. Advogado e “melhor amigo” do primeiro-ministro António Costa, liderou o dossiê dos lesados do BES e o processo negocial de reversão da privatização da TAP – quando o Estado passou a ter 50% do capital da empresa. “É um entusiasta confesso de aviação, defendeu o modelo de reversão da privatização da TAP e foi um apoiante permanente de David Neeleman e da gestão de Antonoaldo Neves”, recorda o ECO.

É licenciado em Direito pela Faculdade de Direito de Lisboa e pós-graduado em Direito Comunitário pelo Instituto Nacional de Administração (INA). Foi secretário da Justiça entre 1999 e 2002, ex-consultor do primeiro-ministro António Costa em assuntos estratégicos e jurídicos entre 2016 e 2017. Integrou os Conselhos de Administração de empresas como a EDP, Caixa Económica de Cabo Verde, Companhia de Seguros Ímpar e o Banco da África Ocidental.

Faz parte, desde 2019, do Conselho de Administração da ‘Mystic Invest’, holding do Grupo Douro Azul, do empresário Mário Ferreira. Presidiu às mesas de assembleia-geral de empresas como a Pharol, Reditus e PT Inovação.

 

A Euro Atlantic Airways foi fundada em 1993, na altura sob o nome Air Zarco, e com sede na ilha da Madeira. Resultou de uma associação entre o empresário Dionísio Pestana, fundador e proprietário do Grupo Pestana Hotels & Resorts, e o empresário Tomás Metelo, quando ambos deixaram a extinta Air Atlantis, companhia aérea do Grupo TAP que se dedicava ao segmento de voos charters e fretamentos, e onde Dionísio Pestana tinha uma participação.

A Air Atlantis foi encerrada pela TAP em 1993 sob o pretexto de que iria ser reestruturada, depois de alguns meses de desentendimento com Dionísio Pestana, o empresário da Madeira que é hoje o maior hoteleiro português. Dionísio Pestana tinha entrado para o Conselho de Administração da Air Atlantis, em 1989, por aquisição de uma parte minoritária do capital. Com atividade na ilha da Madeira e no Algarve, zonas que necessitavam de transporte aéreo eficiente para que os turistas chegassem aos seus hotéis com maior facilidade, Pestana envolveu-se no negócio da Air Atlantis. No ano seguinte deu o seu lugar, um dos dois que o grupo madeirense detinha no Conselho de Administração da companhia de voos não regulares, a Tomás Metello, antigo quadro superior da TAP, pessoa bem conhecedora do meio. As relações entre os sócios TAP e Grupo Pestana, a partir de então nunca foram muito boas, pois estavam em confronto duas conceções distintas do negócio, por via da extrema governamentalização do sócio TAP.

Logo que a TAP decidiu encerrar a Air Atlantis, Dionísio Pestana e Tomás Metello que defendiam a mudança de estatutos da companhia para poder realizar voos regulares, contra a posição dos representantes do acionista Estado Português, resolveram criar a Air Zarco, empresa que deu origem à atual Euro Atlantic Airways.

Em novembro de 2019, a empresa foi comprada pela sociedade I-Jet Aviation PT, controlada pelo empresário e piloto Abed El-Jaouni e pela companhia Njord Partners. Nessa altura, a Euro Atlantic Airways tinha mais de 350 funcionários. Com  a pandemia de covid-19 foram dispensados muitos trabalhadores.

A Euro Atlantic Airways acaba de passar por um processo de reorganização, estando previsto receber neste Verão dois aviões Boeing 777-200ER, que estiveram ao serviço da Alitalia (LINK notícia relacionada). Alguns dos aparelhos mais antigos da empresa foram devolvidos aos respetivos lessors.

 

  • Notícia atualizada em 15 de agosto de 2022

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

TICV recebe Bombardier Dash 8 Q300 para repor ligações interilhas em Cabo Verde

A companhia TICV – Transportes Interilhas de Cabo Verde...

GOL programa início dos voos entre Brasília e Bogotá (Colômbia) para 27 de outubro

A companhia brasileira GOL Linhas Aéreas vai ampliar as...