EasyJet alerta passageiros para as normas impostas para os voos da Madeira

Na sequência da publicação, por parte do Governo português, de um comunicado em que torna obrigatório o preenchimento antecipado do Formulário de Localização de Passageiros(PLF) eletrónico por todos os passageiros que voem da Região Autónoma da Madeira para o Continente, a EasyJet informou nesta sexta-feira, dia 11 de fevereiro, que cumprirá escrupulosamente com a lei, com sempre o tem feito.

“Alertamos todas as pessoas que tenham voos entre a Região Autónoma da Madeira para o Continente a cumprirem esta obrigação imposta pelo governo português.

O não cumprimento da mesma implica o pagamento de coimas elevadas, aplicadas à EasyJet e aos passageiros, pelo que seremos, no estrito cumprimento da lei, obrigados a negar o embarque a quem não apresente prova de ter preenchido o PLF eletrónico exigido.

A EasyJet que é presentemente a companhia aérea que mais passageiros movimenta no Aeroporto da Madeira-Cristiano Ronaldo, considera que “esta imposição é uma restrição desnecessária à liberdade de circulação dentro do território nacional, especialmente quando estamos numa fase de alívio de restrições, e mais ainda quando a mesma regra não e imposta em outros voos domésticos como o Lisboa-Porto”.

“Cientes que como companhia de aviação líder na RAM temos também um dever social para com os Madeirenses, iremos continuar a solicitar a revogação desta medida junto do governo português”, conclui o comunicado de imprensa distribuído pela companhia europeia.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica