Bem-vindo, !|Sair

Emirates reforça cooperação na proteção da vida selvagem – com vídeo

A Emirates assumiu a missão de divulgar a ameaça que o comércio ilegal de animais selvagens representa para a sobrevivência de algumas espécies em vias de extinção.

Agora, a companhia aérea decora o seu 5º A380 com uma imagem especialmente dedicada ao apoio à United for Wildlife- uma aliança entre sete das mais influentes organizações de conservação da vida selvagem e as fundações reais dos Duques de Cambridge e do Príncipe Harry.

Ao contrário dos outros quatro aviões, este último A380 da “United Wildlife” está exposto no aeroporto de Heathrow, num local altamente visível e que é visitado anualmente por milhões de viajantes internacionais.

O novo A380 da Emirates exposto no aeroporto de Londres/Heathrow foi construído numa escala exata de 1:3 de um A380 real. Com um peso de mais de 45 toneladas, o modelo tem o tamanho de um Boeing 737.

Ao longo dos últimos seis meses, a Emirates levou, literalmente, para os céus a sua mensagem contra o tráfico ilegal de animais. Desde Novembro os quatro aviões da companhia aérea com a imagem da “United Wildlife” voaram mais de 4,2 milhões de quilómetros em mais de 800 voos, deslumbrando os clientes, viajantes globais e amantes de aviões em 34 cidades espalhadas por cinco continentes.

O interesse, a partilha e discussões criadas nas redes sociais ajudaram a espalhar a mensagem sobre esta problemática e os consumidores foram encorajados a recusar produtos feitos a partir de espécies em vias de extinção.

No início do ano, enquanto membro da ‘United for Wildlife Transport Taskforce’, Tim Clark, presidente executivo da Emirates, assinou a inovadora ‘Buckingham Palace Declaration’ em nome da Emirates. Esta declaração, desenvolvida por representantes da indústria transportadora, destaca ações chave que fortalecerão a luta contra o tráfico através da remoção de vulnerabilidades existentes ao nível dos transportes e das entidades aduaneiras e que são atualmente exploradas pelos criminosos. Este acordo resultou de 12 meses de reuniões decorridas em Londres, Génova e Dubai e de milhares de horas de trabalho de especialistas.

Para além dos esforços para a consciencialização dos consumidores, a Emirates está também a colaborar com organizações internacionais para treinar e equipar adequadamente o seu staff para que estes consiga, detetar e lidar com produtos resultantes do tráfico ilegal de animais, que possam surgir. Uma vez que a documentação exigida para movimentar este tipo de produtos é muitas vezes forjada, a Emirates tomou ainda a decisão de banir o transporte de troféus de caça.

 

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica