Empresa do Kuwait ganha concurso para aquisição da Groundforce Portugal

A empresa de logística e handling aeroportuário National Aviation Services (NAS), com sede no Kuwait, ganhou o concurso de compra de uma posição maioritária no capital da empresa ‘SPdH, S. A. – Serviços Portugueses de Handling’, mais conhecida pela marca comercial Groundforce Portugal.

Como é do conhecimento geral a empresa de handling portuguesa, que é detida pela Pasogal, controlada pelo empresário Alfredo Casimiro (50,1%), e pelo Grupo TAP SA (49,9%), encontra-se desde há vários meses em processo de falência. É presentemente a maior empresa do sector em Portugal, sendo de grande importância a sua atividade, nomeadamente para a TAP.

A Groundforce Portugal está presente nos aeroportos de Lisboa, Porto, Faro, Beja, Madeira e Porto Santo. A segunda maior empresa do sector é a Portway, cujo capital social é totalmente subscrito pela ANA – Aeroportos de Portugal, do Grupo Vinci Airports.

A NAS, que tem origem no Kuwait, no Médio Oriente, tem presença em diversos aeroportos do Médio Oriente e da África, assistindo mais de uma centena de companhias aéreas e gerindo cerca de 50 salas de espera (lounges) em aeroportos.

Desde o passado mês de junho de 2021 a NAS assinou uma parceria público-privada com o Governo da República da Guiné-Bissau e instalou-se no Aeroporto Internacional Osvaldo Vieira, que serve a capital da antiga colónia portuguesa (LINK notícia relacionada).

A empresa do Kuwait tem também presença em Moçambique, outro país de língua oficial portuguesa, onde gere lounges nos aeroportos nacionais.

O concurso para compra da posição maioritária na Groundforce Portugal estava limitado a três concorrentes: a NAS, a Avipartner e a Swissport.

Não são conhecidos ainda números relativos a este negócio. Em reuniões havidas nas últimas semanas, em Lisboa, com os trabalhadores da empresa portuguesa de handling, representantes da NAS comprometeram-se a rever as tabelas salariais, e manifestaram a disponibilidade da empresa para sentar-se à mesa para apreciação das suas principais reivindicações.

 

Durante a tarde desta quinta-feira, dia 28 de julho, a empresa portuguesa de handling distribuiu um comunicado em que indica que os “Administradores de Insolvência da empresa SPDH, S. A. – Serviços Portugueses de Handling, S.A, sob a designação comercial Groundforce Portugal, com a colaboração da TAP, concluíram mais uma fase do processo competitivo referente ao futuro da empresa de handling, tendo a National Aviation Services (NAS) passado à próxima fase de negociação direta, que se destina à elaboração e conclusão dos documentos finais.

As negociações com a NAS, empresa subsidiária do grupo logístico ‘Agility Public Warehousing Company’, cotado na bolsa do Kuwait, estão já em curso e pretende-se que sejam concluídas em breve de forma a permitir a futura viabilização da Groundforce, no âmbito do processo de insolvência atualmente em curso.

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica