Bem-vindo, !|Sair

Empresa portuguesa lidera consórcio que reformará o Aeroporto de Salvador

APP NEWSAVIA - Agora com chat e descontos em cupões


 

A empresa portuguesa ‘Teixeira Duarte – Engenharia e Construções, S. A.” lidera o consórcio de empreiteiros que ganhou o contrato de engenharia, fornecimento e construção para a reforma/renovação e expansão do Aeroporto Internacional de Salvador/Deputado Luís Eduardo Magalhães, na cidade de Salvador da Bahia, no Nordeste do Brasil.

A notícia foi revelada na segunda-feira, dia 12 de março, pelo Grupo Teixeira Duarte, que, por estar cotado na Bolsa de Valores de Lisboa, foi obrigado a prestar esta informação à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários, na semana passada.

A obra agora adjudicada integra-se no processo de reforma e expansão do Aeroporto de Salvador, que inclui o projeto executivo, a construção de um novo terminal e respetivas pontes de embarque, construção do edifício de ligação do novo terminal ao existente, que será também remodelado no âmbito desta empreitada, e a melhoria ao nível das pistas de aterragem/pouso e descolagem e taxiways.

O prazo previsto para execução da obra é de 20 meses e o valor total da empreitada ascende a cerca de 600 milhões de reais, correspondentes a 149,6 milhões de euros.

A “Teixeira Duarte ‐ Engenharia e Construções, S.A.” é líder do referido consórcio, no qual tem uma participação de 32,99%.

O Grupo Teixeira Duarte começou a trabalhar no Brasil em 2006, data desde a qual mantém importantes operações imobiliárias em São Paulo, tratando‐se de um mercado em que a sua atuação no setor da construção tem registado um importante crescimento refletido na execução de diversas empreitadas de naturezas diferentes em vários estados brasileiros.

 

Aeroporto está concessionado a uma empresa do Grupo Vinci Airports

O Aeroporto Internacional de Salvador/Deputado Luís Eduardo Magalhães, no Estado da Bahia, foi concessionado em março de 2017. O grupo francês Vinci Airports ganhou a concessão e constituiu a empresa ‘Concessionária do Aeroporto de Salvador, S. A.’ que assumiu a operação da estrutura aeroportuária em julho seguinte.

Segundo o contrato de concessão, as obras de reforma e modernização do aeroporto, que passará de 12 para 21 portas de embarque, deverão ser iniciadas no prazo de 18 meses após a tomada de posse da infraestrutura.

O Aeroporto de Salvador é o primeiro gerido pela Vinci Airports no Brasil. Na América Latina, o grupo já opera o Aeroporto de Santiago do Chile, cujo diretor é António Correia Mendes, antigo diretor do Aeroporto de Faro, em Portugal, e de seis empreendimentos na República Dominicana. A Vinci gere ainda 13 aeroportos na França, dez em Portugal (ANA Aeroportos), três no Camboja e dois no Japão.

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica