Bem-vindo, !|Sair

Esteira de turbulência provoca acidente aparatoso de um Cirrus nos EUA. (com vídeo)

Tudo aconteceu no passado dia 5 de Dezembro de 2014, no Aeroporto Regional de Fort Collins-Loveland, no Estado do Colorado nos Estados Unidos da América, (IATA: FNL, ICAO: KFNL) pelas 14h35 horas locais, quando um piloto-estudante que voava a solo, na fase de aterrizagem, aos comandos de um Cirrus SR20, com matrícula N407ND, sofreu o efeito de uma turbulência de esteira que provocou a perda total do controlo do avião originando um acidente grave.

O piloto, embora tenha saído do avião pelos seus próprios meios, ficou bastante maltratado, mas não correu perigo de vida.

No vídeo, e segundos antes do Cirrus aparecer na imagem podemos observar um Sikorsky UH-60 Blackhawk, que ao descolar originou uma esteira de turbulência que permaneceu por mais de 30 segundos depois, originando este acidente.

De acordo com o relatório preliminar da NSTB, (National Transportation Safety Board) o estudante declarou que, ao entrar no circuito de tráfego para pousar na pista 33, apercebeu-se das movimentações do Sikorsky, tendo abrandado o máximo possível a volta para a base, realizado-a somente quando o helicóptero já estava na final.
O estudante referiu ainda que durante a final apontou para um toque longo, depois do toque de aterragem inicial do Sikorsky, precisamente para evitar a esteira turbulenta.

Não foi o suficiente. assim que avião passou na zona, encontrou ar turbulento, e antes de perder o controlo o piloto-estudante ainda tentou uma arremetida “go-around”  mas já era tarde demais.

Este vídeo, apesar da sua espectacularidade, serve para que a comunidade de pilotos e estudantes, possa ficar alerta para todo e qualquer movimento que possa desencadear uma esteira de turbulência que, conforme podemos verificar por este acidente,  pode permanecer por mais de 30 segundos, não necessitando da aeronave que a provoca ter uma envergadura pesada.

Sobre a Esteira de turbulência

Esteira de Turbulência é um fenómeno muito usual que pode levar a acidentes graves. Trata-se de uma perturbação deixada por outra aeronave na zona de aproximação ou descolagem onde se regista uma circulação de massa de ar em forma de vortex, resultante do fluxo e arrasto deixados pelas asas  ou rotores das aeronaves. Esta turbulência de esteira depende sobretudo do peso, envergadura e configuração das aeronaves.

Efeito Esteira de turbulência aviões

(gráfico por Pilot and Air Traffic Controller Guide to Wake Turbulence – FAA)

Grafico-de-Esteria-de-Turbulencia-avioes

 

 

 

Efeito Esteira de turbulência helicópteros

(gráfico por Pilot and Air Traffic Controller Guide to Wake Turbulence – FAA)

Grafico-de-Esteria-de-Turbulencia-Helicopteros 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica