FAA acusa United de fazer 23 voos comerciais com B787 sem condições de segurança

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

A Autoridade Federal de Aviação (FAA) dos Estados Unidos da América acusou esta semana a United Airlines de, alegadamente, voar uma aeronave sem estarem reunidas as condições de segurança para a sua navegabilidade (airworthy condition).

A FAA alega que no dia 9 de Junho de 2014, mecânicos da United substituíram um botão que aciona uma bomba de pressão de combustível num avião Boeing 787-8, em resposta a um problema persistente relatado e documentado pelas tripulações, dois dias antes.  Contudo, a companhia falhou ao não submeter a obra de substituição a uma inspeção de controlo, antes da reentrada ao serviço da aeronave.

Segundo a FAA, a United operou 23 voos comerciais antes de realizar o procedimento de inspeção a 28 de Junho de 2014. Dois desses voos foram efetuados depois da FAA ter alertado para a infração.

A FAA decidiu multar a United em 435 mil dólares. “Manter os mais elevados níveis de segurança, depende da capacidade dos operadores em seguir todas as regras e regulamentações da FAA”, afirmou Michael Huerta, administrador da FAA.

A United Airlines já pediu uma reunião de emergência com a FAA.

 

Foto : United Airlines 787-8, Reg N2902, foto por Sebastian Maudanz em Airliners.Net

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Portway e SINTAC assinam acordo de empresa

A Portway Handling de Portugal assinou com o SINTAC...

Portugueses viajam mais e escolhem a Madeira e Cabo Verde para as férias da Páscoa

Os portugueses estão a comprar mais viagens neste início...

JetBlue desiste da compra da Spirit, um projeto que não tinha o acordo das autoridades reguladoras

A companhia aérea norte-americana JetBlue, que foi fundada pelo...

Pessoal de terra da Lufthansa convoca nova greve entre os dias 7 e 9 de março

O pessoal de terra do Grupo Lufthansa convocou mais...