Bem-vindo, !|Sair

Força Aérea Nacional de Angola recebe este ano primeiro Sukhoi Su-30K

A Força Aérea Nacional de Angola vai receber em breve o primeiro dos 12 caças-bombardeiros Sukhoi Su-30K, de fabrico russo, anunciou na semana passada o portal ‘defenceWeb’, um dos mais bem informados em termos de equipamentos de defesa no continente africano. A nova frota estará totalmente entregue no final de 2016 ou até início de 2017, acrescenta a informação, que cita fontes militares e diplomáticas referidas pela revista ‘IHS Jane’s Defence Weekly’.

Segundo esta publicação os 12 aviões Su-30K estão a ser totalmente revistos e modernizados em Baranovichi, na Bielorrússia.

Em Outubro de 2013 foi anunciado que Angola tinha comprado 18 aparelhos Su-30K que tinham estado ao serviço da Força Aérea da Índia. A compra foi feita através da empresa exportadora nacional russa Rosoboronexport, e integrava um pacote de armamento militar, entre aeronaves, peças sobressalentes e tecnologia no valor de mil milhões de dólares. No ano passado, no mês de Fevereiro, a ‘Irkut Corportation’, fabricante dos Sukhoi, esclareceu que nesse negócio estavam apenas incluídos os 12 caças Sukhoi Su-30K.

Os aviões de guerra que virão equipar a Força Aérea Nacional de Angola, refere a ‘defenseWeb’, têm data de fabrico do final da década de noventa, tendo sido entregues à Força Aérea da Índia entre 1998 e 199. Foram retirados de serviço em 2006, por opção estratégica das forças armadas indianas que optaram por uma frota maior e de um modelo mais avançado. Em 2011 os Su-30K regressaram a Baranovichi, na Bielorrússia, onde ficaram em instalações fabris da ‘Irkut Corporation’, e onde estão a ser modificados e modernizados com sistemas modernos de navegação e com armamento bastante evoluído em termos tecnológicos.

A Força Aérea Nacional de Angola voa presentemente com cerca de meia dúzia de caças Su-27 dos 18 originalmente adquiridos pelo Governo de Luanda para a sua Força Aérea, que conta na sua frota militar também com alguns Su-22 e Su-24, refere o portal ‘defenseWeb’.

O orçamento de Defesa de Angola para os próximos anos, até 2019, no que respeita a equipamentos para todos os ramos das Forças Armadas, está estimado entre 6,5 a 13 mil milhões de dólares.

Recorde-se que em Janeiro passado, aquando das celebrações do 39º aniversário da Força Aérea Nacional de Angola (FANA), na Base Aérea do Saurimo, na província da Lunda Sul, o general Francisco Gonçalves Afonso, chefe de Estado Maior da FANA, anunciou que este ramo militar iria receber em breve diverso equipamento, incluindo aeronaves, seguindo um plano de reprogramação e reestruturação das Forças Armadas de Angola. Recentemente a FANA esteve em conversações com a Embraer para fornecimento de mais aviões de treino Super Tucano, prevendo-se que sejam estas aeronaves que irão ser adquiridas para o arranque da Academia da Força Aérea, cuja fundação foi anunciada para este ano. Foi feita uma primeira encomenda de seis aeronaves, três das quais chegaram a Angola no início de 2013.

 

1 Comments

  1. Viva Angola, viva os nossos Dirigentes que estão a trabalhar sem discanso, na verdade estou muito contente pra ver tudo isto, gostei muito sobre o trabalho dos nossos Dirigentes que Deus vos protege para sempre e iluminas vos, para que o nossa Angola seja e sempre vai ser uns no mundo, principalmente em Africa. Viva todos Dirigentes. Obrigado

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica