Bem-vindo, !|Sair

Portugal anuncia venda de oito helicópteros PUMA da Força Aérea

O Governo Português colocou à venda oito helicópteros PUMA, equipamentos com mais de 40 anos de serviço na Força Aérea Portuguesa (FAP) e que foram considerados dispensáveis e já não necessários à mobilização das Forças Armadas em Portugal.

O despacho nº 3295/2014 do Gabinete do Ministro da Defesa Nacional foi publicado ontem no Diário da República e anuncia os números de cauda das oito aeronaves SA-330 PUMA que serão alienadas com todos os seus sobresselentes.

No mesmo documento é autorizada a abertura do procedimento por Concurso Público Internacional, aprovado o programa do concurso e respectivo caderno de encargos e constituídas duas comissões mistas, de militares e civis que irão tutelar os procedimentos que conduzirão à venda dos oito helicópteros.

O ministro da Defesa Nacional delegou numa comissão a que preside o major-general Francisco Manuel da Rocha Grave Pereira as competências para mostrar o material a eventuais interessados na sua aquisição e esclarecê-los acerca das suas características, estando também delegado no major-general  Manuel de Matos Gravilha Chambel, Director Geral de Armamento e Infra-estruturas de Defesa a competência para promover os procedimentos e trâmites junto do Ministério dos Negócios Estrangeiros e do Governo Francês, necessários se, acaso, se verificar que o interessado comprador pretende exportar os equipamentos alienados.

Este anúncio de alienação dos PUMA surge poucos dias depois de, em 11 de Fevereiro passado, o Ministro da Defesa Nacional ter publicado um despacho semelhante relativo à alienação, com procedimentos iguais, de 10 aviões AlphaJet que estiveram ao serviço da FAP, conforme noticiámos.

Os helicópteros PUMA, de origem francesa, vieram para a Força Aéra Portuguesa ainda no tempo do anterior regime do Estado Novo. Foram adquiridos para reforçar a acção logística e de combate dos militares portugueses que actuavam em cenários de guerrilha na África, nas antigas colónias portuguesas.

O primeiro voo de um PUMA, em serviço da FAP, verificou-se em Angola, ainda território ultramarino português, a 23 de Outubro de 1970. Depois da independência das colónias os helicópteros regressaram a Portugal e passaram a integrar, desde de Abril de 1978 a Esquadra 751 “Pumas” especialmente vocacionada para as buscas e salvamentos no mar. Cumpriram inúmeras missões nas regiões autónomas da Madeira e dos Açores, com particular destaque para o segundo arquipélago, onde minoraram o isolamento das populações das ilhas e salvaram muitas centenas de vidas.

Desde 2005 que os PUMA foram substituídos pelos helicópteros Agusta-Westland EH-101 Merlin. O que, então, se anunciava como o último voo verificou-se em Fevereiro de 2006. Contudo, alguns problemas que surgiram nos anos seguintes, quanto à manutenção dos novos helicópteros, de fabrico italiano, levou a FAP a reactivar os velhos aparelhos, em 2008, já com mais de 40 anos de serviço, e a colocá-los novamente em alerta e operação, nas bases aéreas do Montijo e das Lajes (ilha Terceira/Açores).

Logo que o problema foi ultrapassado, os PUMA deslocados regressaram novamente a Portugal continental. As três unidades que estavam nos Açores regressaram em Abril de 2012, tendo voado juntos com escalas técnicas nas ilhas de Santa Maria e do Porto Santo. Por decisão superior foram deslocados para a Base Aérea de Beja, no Alentejo, onde ficaram armazenados.

Desde então os 12 helicópteros EH-101 Merlin substituíram, totalmente, os velhinhos PUMA.

  • Na imagem de Rui Sousa vê-se um helicóptero PUMA pousado num quartel da cidade do Funchal, na ilha da Madeira.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica