Governo dos Açores pretende manter “mútuo entendimento” com a TAP

O presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, recebeu em audiência o novo presidente do Conselho de Administração da TAP, Manuel Beja, tendo sido trocadas impressões sobre matérias empresariais e também sobre o papel da companhia no que refere à continuidade territorial e à operação de e para a Região Autónoma dos Açores, um arquipélago português com nove ilhas habitadas situado no nordeste do Oceano Atlântico.

A ida de Manuel Beja aos Açores, poucas semanas após ter tomado posse, é demonstrativa de um “mútuo entendimento e interesse” com o Executivo Regional para serem abertas “possibilidades de diálogo e concertação”, realçou no final do encontro José Manuel Bolieiro, que teve lugar na passada terça-feira, dia 3 de agosto, na cidade de Ponta Delgada, nos Açores.

No atual contexto pandémico, a viabilização financeira de empresas como a TAP, e também a SATA (grupo de aviação comercial com sede nos Açores), reveste-se de especial importância, reconheceu o governante regional.

“A missão é difícil. Não sendo impossível, é complexa, e importa ter máximo empenho e diligência estratégica e bons fundamentos para fazer a defesa da missão da TAP, como também da SATA”, vincou o governante insular.

José Manuel Bolieiro transmitiu ao responsável da TAP a “importância da ideia arquipelágica dos Açores” e dos seus gateways, e mostrou-se disponível, como é sua forma de “estar na política”, para “sinergias, consensos e oportunidades de entendimento”.

O presidente do Governo Regional dos Açores reiterou, todavia, que no que diz respeito à SATA, esta tem um Conselho de Administração “absolutamente conhecedor” do setor “e com autonomia” de ação e “respeito máximo” do Executivo, que não interfere na gestão da entidade.

O novo presidente do Conselho de Administração da TAP, recentemente em funções, considerou, quando questionado pelos jornalistas, que “as parcerias [entre ambas as operadoras] existem” e “podem ser mantidas e reforçadas”.

De acordo com o responsável, há um codeshare em vigor com a SATA, uma “parceira na operação que se faz entre o Continente e os Açores”.

Manuel Beja afirmou ser “claramente precoce” falar de entendimentos para além dos existentes entre a TAP e SATA.

Tanto a TAP como a SATA encontraram-se em negociações com a Comissão Europeia visando a sua reestruturação financeira, situação anterior à pandemia da covid-19, mas que foi gravemente afectada pela situação pandémica que atingiu todo o setor da aviação comercial no mundo.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica