Grupo HNA compra parte da Odebrecht no consórcio RIOGaleão

banner-newsavia-app-android-750x65O grupo chinês HNA, com diversos interesses em sectores estratégicos da economia mundial, nomeadamente na aviação comercial e logística aeroportuária, vai entrar no consórcio RioGaleão que gere o Aeroporto Internacional António Carlos Jobim/Galeão, no Rio de Janeiro, no Brasil.

O conglomerado chinês chegou a acordo para adquirir a participação de 60% detida pelo grupo brasileiro Odebrecht, que caiu em desgraça nos últimos meses, devido aos escândalo ‘Lava Jato’ no Brasil, que está a ser dirimido na Justiça e que envolve dezenas de pessoas ligadas ao sistema político-partidário e relevantes personalidades que exerceram cargos governamentais. Daí que tenha sido muito difícil, nestes últimos tempos obter garantias ou empréstimos bancários

O grupo Odebrecht e a ‘Changi Airports International Pte Ltd.’ de Singapura detinham 51% da concessão do Aeroporto do Galeão, estando os restantes 49% nas mãos da Empresa Brasileira de Infra-estrutura Aeroportuária (Infraero), criada em 1972 para operar os principais aeroportos comerciais do país.

A concessionária do aeroporto do Galeão é de entre todas as que gerem aeroportos comerciais no Brasil a que tem a maior dívida em atraso, no montante de 794 milhões de reais.

Moreira Franco, ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência do Brasil, em declarações públicas proferidas no início desta semana, recordou que o consórcio pagou a renda relativa a 2016, de 919 milhões de reais na semana passada, altura em que anunciou que iria desembolsar a curto prazo 4,5 mil milhões de reais para pagar as rendas relativas a 2017, 2018, 2019 e parte da de 2020.

O grupo HNA é um conglomerado com sede na ilha de Hainan que opera nos sectores de aviação, indústria, turismo, logística e financeiro e que se tornou acionista da companhia Azul – Linhas Aéreas Brasileiras ao ter pago 1,7 mil milhões de reais por uma participação de 23,7%. Brevemente será, também, um dos acionistas da TAP Portugal, logo que a nova estrutura de capital esteja totalmente organizada após a entrada do consórcio ‘Atlantic Gateway’, sociedade dos empresários português Humberto Barbosa e norte-americano David Neeleman, fundador da Azul, e também portador de nacionalidade brasileira.


“Como

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica