Bem-vindo, !|Sair

Grupo HNA também subscreve empréstimo obrigacionista à TAP

Os chineses do Grupo HNA (Hainan Airlines) vão subscrever o empréstimo obrigacionista que irá garantir a entrada de 90 milhões de euros na companhia aérea, montante que será garantido pelos accionistas privados, escreve nesta segunda-feira, dia 7 de março, o ‘Jornal de Negócios’ de Lisboa na sua edição online.

A Assembleia Geral (AG) da TAP, destinada a concretizar a injecção de 120 milhões de euros na companhia aérea vai ter lugar na terça-feira, dia 8 de Março, ao início da manhã, em vez desta segunda-feira, como chegou a ser noticiado, anuncia o mesmo jornal.

A AG efectua-se após o regulador da aviação civil de Portugal ter autorizado a TAP a concretizar parte do empréstimo obrigacionista previsto no plano de recapitalização da transportadora.

A luz verde da Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) para esta operação foi dada na sexta-feira, dia 4 de março. Para já, a TAP vai avançar apenas com a emissão de 90 milhões de euros, montante que será garantido pelos accionistas principais.

Os restantes 30 milhões serão subscritos pelo Estado, o que só acontecerá depois de concretizado o negócio com o consórcio ‘Atlantic Gateway’, que lhe assegurará 50% do capital da companhia aérea.

A injecção do montante definido pelo empréstimo na empresa necessitava da autorização do regulador da aviação civil, que a 19 de fevereiro impôs limitações à gestão da TAP durante três meses, tendo em conta a existência “de fundados indícios de desconformidade da estrutura de controlo societário e financiamento” da TAP face às regras europeias.

“Este empréstimo obrigacionista está previsto ser em parte subscrito pela Azul, companhia detida por David Neeleman, tendo os chineses da HNA ficado autorizados a subscrever directamente parte dessas obrigações convertíveis em acções”, assegura o ‘Jornal de Negócios’.

 

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica