Bem-vindo, !|Sair

Grupo IAG procura aviões A380 usados para reforço da frota da British

Willie Walsh, presidente executivo do Grupo IAG, no qual se integram as companhias British Airways, Iberia, Iberia Express e Aer Lingus, disse no passado fim-de-semana em Dublin, na Irlanda, que o seu grupo poderá optar pelo leasing de alguns aviões Airbus A380 em segunda mão, uma hipótese que está a ser encarada com grande interesse, já que reduzirá os custos operacionais das companhias subsidiárias, nomeadamente da British.

Segundo noticia o site especializado em economia e finanças ‘Bloomberg.com’ Walsh, que falava na ‘Airline Economics Conference 2016’ admitiu que a British Airways, já com uma dezena de aviões A380 na sua frota dos 12 encomendados à Airbus (os dois restantes chegam a Londres em Fevereiro e Junho deste ano), não irá confirmar a opção de mais sete ‘super Jumbos’ da fábrica europeia, mas antes optar pelo aluguer de cinco ou seis aparelhos A380 usados.

E para reforçar a sua ideia, Willie Walsh avisou quem estava presente na conferência, que quer receber propostas se por acaso alguma das companhias que hoje utilizam os A380 estiver interessada em desfazer-se de aviões do modelo em questão. E adiantou que já tem conversado com empresas de leasing acerca do tema.

O site ‘Bloomberg.com’ adianta que Willie Walsh referiu que a British está interessada em aviões que tenham motorizações Rolls Royce, também por uma questão de redução de custos, já que os A380 ao serviço da British têm motores RR. Neste caso, conclui o site, Walsh apontou que o grupo Grupo IAG pode estar a alertar as companhias Singapore Airlines e Emirates, do Dubai, para o negócio, já que têm aviões com tais características e que poderão eventualmente se desfazer deles.

Walsh referiu que a British foi a última companhia europeia a receber o A380. Quando chegaram à frota da companhia britânica, no final do ano de 2013, os novos aviões já estavam a voar há muito tempo na Air France-KLM e na Lufthansa. Contudo, disse o presidente executivo do Grupo IAG, isso não significa que não seja um ‘fan’ desse avião. “Hoje sou e com muitas boas razões”, confessou, para em seguida expicar:

“A British tinha três voos diários entre Londres e Los Angeles, na costa oeste dos EUA, para onde voava com aviões Boeing 747-400. Hoje faz dois voos diários com os Airbus A380 e mantém a mesma capacidade de transporte, com a vantagem de ter ganho mais um ‘slot’ no Aeroporto de Heathrow, em Londres”.

Os A380 continuarão a ser uma excelente opção para substituir os Boeing 747-400 de passageiros na frota da British e isso poderá dinamizar nos próximos anos o mercado de segunda mão desse modelo. Por outro lado poderá ajudar a Airbus a trabalhar numa versão ‘neo’ do A380, o que já lhe foi solicitada pela Emirates, actualmente o maior cliente mundial do ‘super Jumbo’ europeu.

A British tem ainda ao serviço a maior frota mundial de Boeing 747-400, com cerca de 40 aparelhos em utilização.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica