Grupo LATAM recebe primeira parcela do financiamento de emergência

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

O Grupo LATAM Airlines recebeu nesta quinta-feira, dia 8 de outubro, a primeira parcela de 1,15 bilhão (mil milhões na Europa) de dólares do financiamento DIP, o que representa 50% do total dos 2,3 bilhões disponíveis até à data. A quantia corresponde a 650 milhões da Tranche A e 500 milhões da Tranche C, informou a holding do grupo, em comunicado distribuído em Santiago do Chile.

Da mesma forma, também foi divulgada a forma de participação dos acionistas minoritários e demais credores na Tranche C do financiamento DIP, de até 150 milhões de dólares.

“Hoje concretiza-se o que anunciámos no início deste processo, que é dar aos acionistas da LATAM a possibilidade de participar do financiamento do grupo”, afirma o administrador Ramiro Alfonsin, responsável pelo sector fiannceiro do Grupo LATAM Airlines. “Este primeiro recebimento do empréstimo DIP permitirá restabelecer a nossa operação, acompanhando a evolução da demanda, e trabalhar com maior tranquilidade em nosso plano de reorganização”.

A LATAM contratou a empresa ‘LarrainVial’ para estruturar o incremento da Tranche C por meio da colocação de cotas em um fundo de investimento público em leilão. Este fundo será administrado pela ‘Toesca S.A. – Administradora General de Fondos’. Desta forma, os acionistas cadastrados à meia-noite do dia 25 de maio deste ano e que mantiverem essa qualidade à meia-noite da véspera da abertura do livro de ofertas do leilão, terão prioridade para participar à taxa de 3,43 dólares por ação.

O capital não subscrito pelos referidos acionistas poderá ser alocado entre outros acionistas cadastrados no registo respectivo da LATAM, bem como entre os detentores de títulos locais, em ambos os casos, a partir de 8 de outubro e na medida em que tenham essa qualidade à meia-noite do dia anterior à abertura do livro de ofertas do leilão. Por fim, também poderão participar do referido excedente acionistas registados em 25 de maio de 2020 que tenham interesse em contribuir com mais de 3,43 dólares por ação, nos mesmos termos e condições dos demais acionistas e detentores de títulos locais identificados anteriormente. Caso os juros ultrapassem 150 milhões de dólares, esses investidores concorrerão pro rata.

O financiamento DIP aprovado pelo Tribunal do Distrito Sul de Nova Iorque considera atualmente duas tranches comprometidas. A Tranche A, no valor de até 1,3 bilhão de dólares, liderada pela Oaktree Capital Management, que comprometeu 1,125 bilhão, e na qual a Knighthead Capital participará com 175 milhões de dólares. A Tranche C considera um montante de até 1,15 bilhão de dólares e é composta por 750 milhões de dólares comprometidos pela Qatar Airways e os grupos Cueto e Eblen, e 250 milhões de dólares que a Knighthead Capital aportará, além dos 150 milhões que o fundo irá comprometer sob administração da ‘Toesca S. A. – Administradora General de Fondos’.

 

 

 

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Pilotos da TACV – Cabo Verde Airlines marcam greve de cinco dias entre 25 e 29 de abril

O Sindicato Nacional dos Pilotos da Aviação Civil (SNPAC)...

Luís Rodrigues completa primeiro ano à frente da TAP marcado por lucro recorde

O presidente da TAP, Luís Rodrigues, completa neste domingo,...

Presidente da SATA demitiu-se por falta de “condições” para continuar o “projeto proposto”

A Comissão de Trabalhadores da companhia aérea portuguesa Azores...

FAP terminou missão de patrulhamento no Golfo da Guiné em cooperação com países lusófonos

Os militares Força Aérea Portuguesa (FAP) da Esquadra 601...