Incidente com MD-83 da Laser em Maiquetía – Passageiros saíram pelas mangas de emergência

Um avião McDonnell Douglas MD-83 da companhia venezuelana Laser Airlines sofreu nesta segunda-feira, dia 24 de maio, uma avaria seguida de incêndio num motor, logo após a aterragem no Aeroporto Internacional Simón Bolívar, em Maiquetía, estado de La Guaira, a cerca de 40 quilómetros da capital.

Segundo o relato oficial, o incidente ocorreu quando o avião se dirigia, ainda sobre a pista de aterragem, para a plataforma de estacionamento, tendo imediatamente a tripulação parado a aeronave e aberto as portas com as mangas de emergência armadas, o que permitiu a saída dos 116 ocupantes do aparelho, enquanto os bombeiros aeroportuários extinguiram o que foi considerado um princípio de incêndio no motor nº 2 (lado direito). Não se registaram feridos, segundo a informação da companhia e da autoridade nacional de aviação civil (INAC).

A aeronave, matrícula YV3465, pertenceu antes à American Airlines, e está na companhia venezuelana desde 2019. Cumpre no próximo mês de junho 34 anos de serviço.

O voo LER1903, era proveniente de Porlamar, na ilha de Margarita, e tinha aterrado pelas 18h13 locais (22h15 UTC).

Segundo o INAC, que num comunicado oficial destacou a prontidão dos funcionários aeroportuários, o incidente foi participado à JIAAC – Junta de Investigação de Acidentes de Aviação Civil da Venezuela, que seguirá com um inquérito para apurar o sucedido.

Versões publicadas em sites de informação e de jornalistas venezuelanos indicam que o incêndio se terá verificado quando o avião estava em procedimento de aterragem, a descer para o Aeroporto de Maiquetía, que serve a cidade de Caracas, após o impacto de uma ave no motor. Este cenário não foi reconhecido, nem pela companhia aérea, nem pelo INAC.

 

  • Foto © IAIM/Aeroporto Internacional de Maiquetía

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica