Bem-vindo, !|Sair

Lufthansa voa para Portugal há 60 anos



A Lufthansa é uma das companhias aéreas mais antigas a operar em Lisboa. Disponibiliza voos directos para Munique e Frankfurt, ligando Portugal ao mundo através destes dois grandes hubs europeus: Munique – 2 voos por dia/14 voos por semana; e Frankfurt – 3 voos por dia/21 voos por semana.

A 2 de Outubro de 1955, aterrou pela primeira vez em Lisboa um avião da Lufthansa. O LH170 partiu de Hamburgo para Lisboa, com escala em Colónia, Frankfurt e Madrid. A rota era operada por um Convair CV340 com 44 lugares, duas vezes por semana. No primeiro ano de operação a Lufthansa transportou 6600 passageiros. Actualmente, a Lufthansa opera 64 voos semanais entre Portugal e a Alemanha, transportando mais de 950 mil passageiros por ano.

Primeiro voo Lufthansa para Portugal 1955

Primeiro voo Lufthansa para Portugal 1955

A Lufthansa era e é conhecida pela companhia aérea com o símbolo de uma ave (Grou) sob o azul e o amarelo. Ao longo dos seus 60 anos de existência o design do seu logotipo foi sofrendo modificações na forma e tamanho, mas a 13 de Janeiro de 1955, o conselho de administração da nova Lufthansa estipulou as cores oficiais da companhia aérea: “A partir de agora as cores da antiga Lufthansa serão reintroduzidas. (…) o grou, o pássaro da Lufthansa, irá manter-se”. O conselho de administração decidiu que apenas a tonalidade do amarelo poderia variar ligeiramente.

1955 - Curso de assistentes de bordo

1955 – Curso de assistentes de bordo

No entanto e com o passar dos anos, o design da Lufthansa tornou-se muito fraco para uma companhia ambiciosa e desejosa de obter sucesso no mercado. A companhia queria mostrar mais frescura e demonstrar a sua posição de liderança, reforçando simultaneamente a representação do seu país de origem. Por isso, decidiu-se por estereótipos nacionais como a dependência organizacional, a fiabilidade técnica e abertura na aproximação cultural como elementos-chave da sua imagem. O ano de 1962 foi, assim, um ano-chave na história do design da Lufthansa. Foi quando o conselho de administração adoptou o design desenvolvido por Otl Aicher e a sua equipa em cooperação com o departamento de publicidade da Lufthansa. O trabalho levado a cabo pelo grupo resultou num planeamento detalhado da imagem da companhia, a “identidade corporativa” que é agora comum em todos os sectores, muito antes de se ter tornado num buzzword na Alemanha.

Aeroporto de Lisboa 1971

Aeroporto de Lisboa 1971

O primeiro desenvolvimento implementado por Aicher e pela sua equipa foi uma pequena mudança nas cores usadas no design: o amarelo ficou mais quente e radiante, e foi dado ao azul uma tonalidade mais escura, mais reminiscente do mar do que das nuvens. Com as suas ligações ao sol, areia, ondas e mar, esta mudança de cores fazia também uma referência subtil ao crescente número de turistas e viajantes em férias que voavam com a companhia. O objectivo desta referência era exprimir que o acto de voar deixara de ser um privilégio. Em 1968, o “new look” substituiu a pintura que tinha sido usada nos aviões da Lufthansa desde 1955. O Boeing 707 com a matrícula D-ABOB e baptizado “Hamburg” foi o primeiro avião a descolar com a nova pintura no dia 28 de Janeiro de 1968. Este design voou em todo o mundo até 1989.

30 anos Lufthansa em Portugal

30 anos Lufthansa em Portugal

Um estudo intitulado “Image 2000”, que foi adjudicado ao American Communication Research Center (CRC) pelo conselho de administração da Lufthansa em meados dos anos 80 levou a uma revisão do design da companhia. Este estudo descobriu que havia simultaneamente um défice emocional e na posição da Lufthansa como uma companhia aérea somente para viagens de negócios e associada a preços elevados e a uma imagem elitista. Coube então à agência Zintzmeyer & Lux, de Zurique, rever o design corporativo da Lufthansa. A maior mudança feita por esta agência foi a da preferência pela cor amarela, por ter “um potencial de comunicação significativamente mais alto, em contraste com o azul”. Começando no dia 25 de Julho de 1988, a Lufthansa testou o design pintando um Boeing 737-200, com a matrícula D-ABFW, baptizado “Wolfsburg”, que voou durante um mês por toda a Europa para testar as reacções dos passageiros e tripulações.

Imagem da  Lufthansa 2015

Imagem da Lufthansa 2015

Após o insucesso do teste do novo design, o conselho de administração da Lufthansa votou por uma mudança completa do conceito de design, estipulando que o antigo azul na cauda de todos os aviões deveria voltar a ser visto. Para corresponder a este requisito, o design desenvolvido pelo Centro de Design da Lufthansa em cooperação com a agência Zintzmeyer & Lux foi capaz de fazer actualizações, mas não alterou no fundamental a imagem da companhia. A estratégia geral é entendida como uma forma de “continuidade actualizada”. O Grou continua a voar num círculo amarelo sob um fundo de cauda azul. O pássaro foi, no entanto, adicionalmente enfatizado com um círculo exterior azul. O novo Boeing 747-400 que a Lufthansa recebeu em 1989 já vinha com este novo design que, desde então, tem decorado os aviões da companhia em todo o mundo há 26 anos.

Comemorou-se este ano, no dia 22 de Outubro, os 60 anos da Lufthansa em Portugal num evento que reuniu centenas de pessoas em Lisboa.

Heike Birlenbach - Vice-presidente da Lufthansa para a Europa

Heike Birlenbach – Vice-presidente da Lufthansa para a Europa

Michael Hutzelmann - Director geral de vendas para Portugal

Michael Hutzelmann – Director geral de vendas para Portugal

Evento de celebração dos 60 anos da Lufthansa em Portugal

Evento de celebração dos 60 anos da Lufthansa em Portugal

Fotos do evento de comemoração dos 60 anos da Lufthansa: André Garcez/NewsAvia

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica