Moçambique recolhe informação no Brasil sobre o negócio dos Embraer

Moçambique obteve, na semana passada, informações e relatos sobre a compra de aviões da Embraer para a LAM – Linhas Aéreas de Moçambique, que estarão envolvidos num esquema de pagamento de luvas a quadros moçambicanos. O material vai subsidiar a investigação que apura a suposta prática de corrupção na compra de duas aeronaves da Embraer pela empresa pública Linhas Aéreas de Moçambique (LAM), entre os anos de 2007 e 2009, revela nesta segunda-feira, dia 31 de julho, o jornal ‘O País’ que se publica em Maputo.

Informações divulgadas pela Secretaria de Comunicação Estratégica da Procuradoria-Geral da República no Brasil e divulgadas por quase toda a imprensa brasileira dão conta de que procuradores moçambicanos estiveram, na semana passada, em São Paulo, para participar da oitava reunião de funcionários e ex-empregados da Embraer, onde recolheram depoimentos de pessoas residentes no Brasil sobre a compra de aviões da Embraer.

As informações foram divulgadas no âmbito de um acordo entre os ministérios públicos do Brasil e de Moçambique, firmado em Fevereiro deste ano, em que a Procuradoria brasileira se compromete a fornecer toda a informação e documentos solicitados pelas autoridades moçambicanas.

Nesta fase foram entregues a Moçambique informações prestadas pela empresa Embraer e depoimentos de pessoas residentes no Brasil ligadas ao caso. Os depoimentos foram tomados pelo procurador da República Ângelo Augusto Costa.

A colaboração entre os dois países é regida pela Convenção de Auxílio Judiciário em Matéria Penal entre o Estados Membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (Decreto nº 8.833/2016).


“Como

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica