OGMA eleita uma das empresas mais atrativas para trabalhar em Portugal

A OGMA – Indústria Aeronáutica de Portugal S. A. é considerada pelos portugueses uma das empresas mais atrativas para trabalhar. A conclusão é da edição de 2022 do ‘Randstad Employer Brand Research’, o maior estudo independente de employer branding desenvolvido pela ‘Randstad’. Pelo sexto ano consecutivo, a OGMA integra o top-20 deste ranking construído a partir da perceção dos portugueses relativamente a um conjunto dos 150 maiores empregadores a nível nacional.

“Este ano a OGMA vê novamente reconhecida a sua capacidade de formação, captação e retenção de profissionais e fortalece a perceção favorável do setor aeronáutico junto da população ativa do mercado de trabalho nacional enquanto uma área que proporciona uma carreira profissional desafiante, apelativa e duradoura”, refere um comunicado distribuído nesta sexta-feira, dia 20 de maio pela empresa portuguesa.

Para o presidente executivo da OGMA, Alexandre Solis, “esta distinção premeia, acima de tudo, o trabalho desenvolvido pelos colaboradores e o esforço conjunto de todas as equipas para que a OGMA seja reconhecida como uma empresa de referência a nível nacional e internacional na manutenção e fabricação no setor aeronáutico. Este reconhecimento é um novo contributo para que continuemos a fazer ainda mais e melhor diariamente, prestando sempre um serviço de qualidade aos nossos clientes.”

O estudo ‘Randstad Employer Brand Research’ é o maior estudo independente de employer brand que todos os anos distingue as empresas mais atrativas para trabalhar na perceção dos portugueses. A partir do conjunto dos 150 maiores empregadores a nível nacional e considerando critérios de recursos humanos, como a compensação salarial, equilíbrio entre a vida pessoal e profissional, oportunidades de carreira, formação, entre outros, são selecionadas as 20 empresas mais atrativas para trabalhar em Portugal.

 

Fundada a 29 de junho de 1918, a OGMA – Indústria Aeronáutica de Portugal S. A. assinalou em 2018 o seu primeiro centenário. A empresa assenta a sua atividade em duas áreas de negócio – Manutenção, Reparação e Revisão Geral de Aeronaves e de Motores e Componentes de Aviação Civil e de Defesa, e Fabrico e Montagem de Aeroestruturas para aeronaves civis e militares. Tem instalações em Alverca do Ribatejo, nas antigas instalações das Oficinas Gerais de Material Aeronáutico, entretanto modernizadas, ampliadas e adequadas aos dias de hoje.

Desde a privatização, concretizada em 2005, a OGMA é detida em 65% pela Airholding SGPS (100% EMBRAER) e em 35% pela idD Portugal Defence (100% Estado Português).

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica