Pilotos britânicos contra proibição de dispositivos electrónicos na cabina

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

A Associação Britânica de Pilotos de Linhas Aérea (BALPA, sigla em inglês), que representa os profissionais ao serviço das linhas aéreas do Reino Unido, advertiu que a proibição de dispositivos eletrónicos pessoais (PEDs) a bordo de aeronaves comerciais poderá causar incêndios “catastróficos”.

Num comunicado emitido a 15 de maio, a BALPA referiu que as novas regras norte-americanas que restringem os PEDs, poderão ter um efeito perigoso, comprometendo a segurança de um voo.

“Dado o risco de incêndio desses dispositivos quando estão danificados ou em curto-circuito, seria mais fácil detetar-se o incidente na cabina, pois permitiria que a tripulação reagisse rapidamente antes que qualquer fogo se tornar incontrolável. Se esses dispositivos são mantidos no porão, o risco é que, se ocorrer um incêndio, os resultados podem ser catastróficos. Na verdade, houve dois acidentes onde as baterias de lítio foram citadas nos relatórios”, disse Steve Landells, especialista em segurança de voos da BALPA.

“Nós não duvidamos das ameaças de segurança que levaram à consideração de estender a proibição de dispositivos, mas insistimos que as autoridades devem avaliar cuidadosamente o risco de incêndio adicional de armazenar mais dispositivos eletrónicos pessoais no porão para garantir que não estamos a criar um problema pior”, disse Landells.

Os incêndios provenientes de baterias de lítio podem espalhar-se rapidamente e, portanto, o conselho oficial da ICAO (Organização da Aviação Civil Internacional) é para que os dispositivos sejam mantidos na cabina para que os possíveis incêndios possam ser rapidamente extintos.

Em março do presente ano, Alexandre de Juniac, diretor-geral da IATA referiu que as medidas dos EUA e do Reino Unido “não são uma solução aceitável a longo prazo para qualquer ameaça que eles estão a tentar criar”, acrescentando: “Mesmo a curto prazo é difícil entender a sua eficácia. E as distorções comerciais que criam são severas. Pedimos aos governos que trabalhem com a indústria para encontrar uma maneira de manter o voo seguro sem separar os passageiros da sua eletrónica pessoal… Devemos encontrar uma maneira melhor. E os governos devem agir rapidamente”.

 

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Ryanair anuncia rota sazonal entre Cracóvia (Polónia) e o Algarve, a partir do dia 1 de abril

A Ryanair anunciou o reforço das suas operações nos...

TAP apresenta novo stand na BTL, reforça rede de longo curso e renova parcerias

 A TAP Air Portugal estreou este ano um novo...

TAP reforça operação para Brasil e América do Norte – Total de 193 voos semanais

A TAP Air Portugal anunciou nesta quinta-feira, dia 29...

Lucro líquido do grupo Air France-KLM atinge 934 milhões de euros em 2023

O grupo Air France-KLM anunciou nesta quinta-feira, dia 29...