Portugal conta quatro aeroportos no Top100 europeu de passageiros até agosto

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

Embora os aeroportos europeus ainda estejam no fim de agosto com quebra de passageiros em 6,4% face ao período homólogo de 2019, pré-pandemia, Portugal tem um aumento em 11,5% e subidas em todos os aeroportos.

Lisboa, maior aeroporto português, está com aumento em 7,7% e atinge um total de 22,44 milhões de passageiros, que o posicionam como 14º maior aeroporto da Europa, a seguir a Dublin (22,68 milhões de passageiros) e à frente de Palma de Maiorca (21,81 milhões).

O Aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, segundo maior aeroporto português cota-se como o 38º maior da Europa, com 10,19 milhões de passageiros, a seguir a Helsínquia (10,27 milhões) e antes de Nice (9,7 milhões).

Faro, terceiro maior aeroporto português, é nos primeiros oito meses deste ano o 56º maior da Europa, com 6,660 milhões de passageiros, que lhe permitem ‘colar-se’ à liderança dos aeroportos do 3º grupo, que têm anualmente entre cinco milhões e dez milhões de passageiros.

Faro surge a seguir a Lyon (6,663 milhões) e antes de Valência (6,59 milhões).

Ainda no Top100 da Europa está o Aeroporto da Madeira, em 95º, com 3,08 milhões de passageiros, a seguir a Adana (3,13 milhões) e antes de Turim (3,08 milhões).

Ponta Delgada, maior aeroporto da Região Autónoma dos Açores, a nível europeu é o 130º maior em número de passageiros nos primeiros oito meses deste ano, com 1,7 milhões, a seguir a Chisinau (1,84 milhões) e antes de Gaziantep (1,67 milhões).

Sobre os aeroportos em Portugal, o ACI Europe inclui ainda os números de passageiros de janeiro a agosto dos aeroportos da Horta, 232º com 211,2 mil, Santa Maria, em 272º, com 86,4 mil, Flores, em 281º, com 70,5 mil, e Beja, em 361º, com 1.766.

Londres Heathrow recuperou a liderança dos aeroportos europeus nos primeiros oito meses deste ano com 52,3 milhões, mais 1,66 milhões que o nº2, Istambul IST (50,6 milhões), que liderou em vários meses, o último dos quais este agosto, e que até regista crescimento em 11,5% face a 2019 enquanto a infraestrutura londrina tem quebra em 3,5%.

Seguem-se Paris Charles de Gaulle, com 44,87 milhões, Amesterdão Schiphol, com 40,72 milhões, e Madrid, com 39,57 milhões, todos eles ainda em quebra em relação a 2019, pré-pandemia, com decréscimos em 12,5%, em 15,3% e em 3,5%, respetivamente.

A fechar o Top10 estão Frankfurt, com 38,74 milhões, Barcelona, com 33 milhões, Londres Gatwick, com 27,47 milhões, Roma Fiumicino, com 26,28 milhões, e Istambul Sabiha Gökçen, com 24,36 milhões.

Nesta segunda metade do Top10 dos aeroportos europeus, apenas o turco Sabiha Gökçen está acima dos primeiros oito meses de 2019, em 3,7%.

Todos os restantes registam quebras, de 18,4% em Frankfurt, 7,2% em Barcelona, 13,9% em Gatwick e 10,8% em Roma.

 

  • Artigo publicado pelo portal de notícias de turismo e viagens ‘PressTUR’

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

NAV Portugal fez uma “distribuição extraordinária” de resultados em 2023 a cedido do Governo

O presidente da NAV Portugal, Pedro Ângelo, sinalizou que,...

Já está completo o novo Conselho de Administração do Grupo SATA

O diretor de Gestão de Receita, Sandro Raposo, e...

Américo Muchanga é o novo Presidente do Conselho de Administração da LAM

Américo Muchanga é desde esta quarta-feira, dia 10 de...

Bruxelas volta a aprovar ajudas estatais ao grupo Air France-KLM

A Comissão Europeia anunciou nesta quarta-feira, dia 10 de...