Portugal, incluindo Açores e Madeira, desce para a lista amarela do Reino Unido

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

O Governo de Boris Johnson retirou Portugal – Continente, Açores e Madeira – da lista verde para viajantes residentes no Reino Unido, durante as próximas três semanas a partir de terça-feira, dia 8 de junho, anuncia um comunicado distribuído na tarde desta quinta-feira, dia 3, pelo Departamento de Transportes, em Londres (LINK comunicado oficial).

Trata-se da primeira revisão da lista de semáforos do governo britânico para viagens, tendo todos os territórios portugueses passado para a lista amarela (Londres designa por lista âmbar), não tendo sido acrescentados novos países à lista verde.

A justificação do executivo de Boris Johnson é de que em Portugal verificou-se um aumento das infeções, nomeadamente das variantes que mais preocupam os serviços de saúde britânicos e com mutações emergentes.

As novas medidas que obrigam os cidadãos que regressam de Portugal (e de mais sete novos países) a dois testes e a uma quarentena de 10 dias, destinam-se também a salvaguardar a campanha de vacinação em curso no Reino Unido, aponta o comunicado oficial.

Portugal tinha sido incluído na lista verde a 17 de maio passado, o que permitiu que os britânicos se deslocassem em viagens não essenciais, sem necessidade de realizar quarentena no regresso a casa. Era o único grande destino de férias na lista verde dos 12 países, o que significa que os turistas podiam regressar ao Reino Unido sem terem de ficar em quarentena.

Cerca de 20 por cento da população portuguesa já foi totalmente vacinada e os casos são relativamente baixos, mas têm vindo a aumentar ao longo da última semana.

As pessoas que chegam ao Reino Unido provenientes de países da lista amarela/âmbar têm de fazer dois testes pós-chegada no segundo dia e no oitavo dia após a chegada e auto-isolar-se em casa durante 10 dias, embora possam reduzir esse tempo se fizerem um teste negativo adicional no quinto dia.

Aqueles que regressam de locais verdes não são obrigados a quarentena, mas devem fazer um teste de coronavírus pós-chegada.

 

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Presidente da SATA demitiu-se por falta de “condições” para continuar o “projeto proposto”

A Comissão de Trabalhadores da companhia aérea portuguesa Azores...

FAP terminou missão de patrulhamento no Golfo da Guiné em cooperação com países lusófonos

Os militares Força Aérea Portuguesa (FAP) da Esquadra 601...

Qatar Airways reforça Luanda que terá quatro voos semanais e alarga rede para Kinshasa

A Qatar Airways prossegue a expansão da sua rede...