Prejuízo da Boeing neste ano já atinge 4.379 milhões de euros

A fábrica aeroespacial norte-americana Boeing anunciou nesta quarta-feira, dia 26 de outubro, que nos primeiros nove meses deste ano teve um prejuízo de 4.390 milhões de dólares (4.379 milhões de euros), o que atribuiu ao seu negócio de equipamentos de Defesa.

Entre janeiro e setembro de 2021, a empresa com sede em Chicago (EUA) tinha registado perdas de 126 milhões de dólares.

Nos primeiros nove meses deste ano, a Boeing faturou 46.628 milhões de dólares, menos 2% na comparação anual.

“As nossas receitas e lucros foram bastante afetados pelas perdas com os programas de desenvolvimento de preço fixo no nosso negócio de defesa”, referiu o líder da empresa, David Calhoun, em comunicado.

A Boeing já tinha assinalado perdas superiores a mil milhões de dólares no contrato para um novo ‘Air Force One’, o avião usado pelo presidente dos Estados Unidos da América, que foi negociado durante a presidência de Donald Trump.

No terceiro trimestre, a empresa registou um prejuízo de 3.308 milhões de dólares, o que representa mais 3.176 milhões de dólares do que tinha perdido entre julho e setembro do ano passado. As receitas aumentaram 4% nos últimos três meses e alcançaram 15.956 milhões de dólares.

Na área da aviação comercial, a Boeing registou no terceiro trimestre perdas de 643 milhões de dólares, face aos 693 milhões que tinha perdido no mesmo período de 2021.

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica