Primeiro dos seis P-3C adquiridos na Alemanha para a FAP aterrou na Base Aérea de Beja

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

O primeiro avião P-3C do lote de seis aparelhos do mesmo tipo adquiridos pela Força Aérea Portuguesa (FAP) ao Governo da República Federal da Alemanha aterrou nesta sexta-feira, dia 9 de fevereiro, em Portugal, anunciou a FAP. O voo de entrega – denominado ‘ferry’ na linguagem aeronáutica – teve início na Base Naval de Nordholz, na Alemanha, com destino à Base Aérea nº 11, em Beja, no sul de Portugal, onde a aeronave aterrou pelas 14h30.

Este é o primeiro de seis aviões adquiridos ao abrigo do contrato celebrado entre o Governo português e o Governo alemão, que contempla todo o inventário da frota P-3C disponibilizado pela República Federal da Alemanha constituído por seis aeronaves; conjuntos Mid-Life Upgrade (MLU); sobresselentes; equipamentos de apoio e bancadas de teste; bem como os simuladores de voo e de procedimentos táticos.

Os seis aviões vão agora ser integrados na frota da Esquadra 601 – ‘Lobos’ que já opera a versão P-3C CUP+ Orion, responsável por assegurar a soberania e a vigilância do Espaço Estratégico de Interesse Nacional e a cobertura de toda a área das duas regiões de informação de voo e de busca e salvamento sob jurisdição do Estado Português – uma das maiores do mundo –, contribuindo decisivamente para as missões de busca e salvamento de muito longo alcance, o que garantem a salvaguarda da vida humana nos casos de acidente ou de situações de emergência ocorridos no mar.

De acordo com a Resolução do Conselho de Ministros de Portugal n.º 102/2023, “a aquisição de todo o inventário da frota proveniente da Alemanha surge como uma oportunidade de garantir a operação do sistema de armas P-3C CUP+ nos próximos anos sem constrangimentos significativos, assegurando a sustentação com níveis elevados de disponibilidade, pois, sem tais recursos, o incremento das atuais taxas de aprontamento de aeronaves, que progressivamente vão tendo crescentes períodos de indisponibilidade por necessitarem de ações de manutenção para as quais não existe material disponível no mercado, ficará comprometido”.

O processo de aceitação que antecedeu o voo ferry ocorreu no dia 6 de fevereiro na Alemanha, como resultado da colaboração entre a Marinha Alemã, as entidades da Força Aérea e a Autoridade Aeronáutica Nacional.

Foto © FAP – Força Aérea Portuguesa.

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Angola assina acordo de parceria com Singapura para rentabilizar 16 aeroportos nacionais

A Sociedade Gestora de Aeroportos (SGA) de Angola e...

Qatar Airways retoma ligações para Lisboa com quatro voos semanais a partir de 6 de junho

A Qatar Airways anunciou nesta quarta-feira, dia 21 de...

Programação de Verão da KLM terá um total de 155 destinos

A KLM, companhia de bandeira do Reino dos Países...

Kenya Airways retoma em junho os voos de Nairobi para Maputo

A Kenya Airways, companhia de bandeira do Quénia, país...