Primeiro C-390 Millennium para a Força Aérea Húngara realizou voo inaugural

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

O primeiro avião C-390 Millennium da Força Aérea Húngara completou nesta quinta-feira, dia 8 de fevereiro, com sucesso, o seu voo inaugural com partida e chegada às instalações da Embraer, em Gavião Peixoto, no interior do Estado de São Paulo.

A equipa de pilotos de testes da Embraer Defesa & Segurança voou a aeronave durante aproximadamente quatro horas, realizando uma avaliação completa do aparelho, que agora passará por uma campanha de testes antes de entrar em serviço na Força Aérea Húngara.

“Este voo inaugural é um marco importante para o programa húngaro C-390. O C-390 Millennium está recebendo reconhecimento internacional por sua notável performance operacional e capacidades, e a Embraer está aumentando a produção para atender à crescente demanda do mercado. É uma honra trabalhar com as Forças de Defesa Húngaras no fortalecimento de suas capacidades com a melhor solução de transporte militar disponível. Estamos ansiosos para aprofundar ainda mais esta parceria com as Forças de Defesa Húngaras e apoiá-las bem no futuro”, disse Bosco da Costa Junior, Presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança.

Em novembro de 2020, o governo húngaro assinou um contrato com a Embraer para adquirir dois aviões de transporte logístico e multiusos C-390. A aeronave das Forças de Defesa Húngaras será a primeira do mundo a ter uma Unidade de Terapia Intensiva na sua configuração, um recurso essencial para realizar missões humanitárias. A Hungria é o terceiro país a escolher o C-390, depois do Brasil e de Portugal. Países como Holanda, Áustria, República Checa e Coreia do Sul também selecionaram a aeronave multiusos. O C-390 está redefinindo o transporte militar aéreo e desafiando a lógica por trás das plataformas atuais e futuras, oferecendo capacidade multiusos, confiabilidade e interoperabilidade desde o seu desenho.

O C-390 pode transportar mais carga (26 toneladas) em comparação com outras aeronaves de transporte militar de médio porte, voa mais rápido (470 nós) e mais longe, sendo capaz de realizar uma ampla gama de missões, como transporte e lançamento de carga e tropas, evacuação aeromédica, busca e resgate, combate a incêndios e missões humanitárias, operando até em pistas não pavimentadas, em superfícies como terra compactada e cascalho.

A aeronave configurada para reabastecimento aéreo, com a designação KC-390, já provou a sua capacidade tanto como avião cisterna quanto como recetor, neste caso recebendo combustível de outro KC-390 usando pods instalados sob as asas.

Desde que entrou ao serviço na Força Aérea Brasileira em 2019 e, mais recentemente, na Força Aérea Portuguesa, em 2023, o C-390 comprovou a sua capacidade, confiabilidade e desempenho. A frota atual de aeronaves em operação acumulou mais de 11.500 horas de voo, com disponibilidade operacional de cerca de 80% e taxas de conclusão de missão acima de 99%, demonstrando produtividade excecional na categoria.

Fotos © Embraer Defesa/Gerson Fujiki

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

American encomenda 260 aviões à Airbus, Boeing e Embraer com mais 193 opções de compra

A American Airlines anunciou nesta segunda-feira, dia 4 de...

Portway e SINTAC assinam acordo de empresa

A Portway Handling de Portugal assinou com o SINTAC...

Portugueses viajam mais e escolhem a Madeira e Cabo Verde para as férias da Páscoa

Os portugueses estão a comprar mais viagens neste início...

JetBlue desiste da compra da Spirit, um projeto que não tinha o acordo das autoridades reguladoras

A companhia aérea norte-americana JetBlue, que foi fundada pelo...