Bem-vindo, !|Sair

Programa do Learjet 85 cancelado



A Bombardier Business Aircraft cancelou o programa do Learjet 85 devido “à falta de vendas, provocadas por uma prolongada quebra no mercado”. Os rumores já tinham anunciado este desfecho desde que a produção do jacto tinha sido interrompida em Janeiro deste ano.
A construtora canadiana já tinha cortado 1,2 mil milhões de dólares (1 mil milhões de euros) ao programa durante o terceiro trimestre. Este corte combinado com o custo de 3,2 mil milhões de dólares (2,9 mil milhões de euros) dos atrasos com o CSeries, resultou numa perda de 4,9 mil milhões de dólares (quase 4,5 mil milhões de euros) durante o mesmo período, apesar das receitas terem somado 4,1 mil milhões de dólares (3,7 mil milhões de euros).
A empresa entregou 43 jactos executivos durante o trimestre: 7 Learjet 70/75, 18 Challenger 300/350, 3 Challenger 605 e 15 Global 5000/6000. Este registo ficou muito aquém do atingido durante o mesmo período do ano anterior, durante o qual foram entregues 7 Learjet 70/75, 1 Learjet 60XR, 12 Challenger 300/350, 6 Challenger 605 e 19 Global. No entanto, as entregas de jactos subiram para 135 nos primeiros nove meses do ano, mais nove do que em igual período de 2014.
As encomendas e os pedidos em carteira sofreram um duro golpe com o cancelamento do programa do Learjet 85. A empresa tinha recebido durante o trimestre encomendas para 41 jactos mas sofreu 73 cancelamentos (64 dos quais Learjet 85) numa perda total de 32 encomendas em toda a rede. Até à data o negócio de backlog de jactos executivos da Bombardier encolheu quase 4 mil milhões de dólares (3,6 mil milhões de euros) para um total de 20,3 mil milhões de dólares (18,5 mil milhões de euros).

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica