Qatar Airways anuncia redução de salários para pilotos estrangeiros

A Qatar Airways anunciou que vai reduzir salários dos pilotos estagiários estrangeiros e despedir alguns daqueles que considera serem redundantes no plano de retoma de viagens da rede internacional da companhia aérea.

Trata-se de uma medida para compensar o colapso da receita causado pela falta de passageiros provocada pela pandemia de covid-19, justifica uma nota que foi distribuída por email aos tripulantes da Qatar Airways, e que foi divulgada nesta segunda-feira, dia 15 de junho, pela agência ‘France Press’ (AFP).

A companhia aérea do Golfo, com sede no Qatar, que voava para mais de 170 destinos com 234 aeronaves em março passado, foi atingida pelo encerramento de aeroportos e proibições de viagens impostas para conter a propagação da pandemia, como aconteceu à maioria das empresas de transporte aéreo filiadas na IATA, organização que já afirmou que o tráfego de passageiros no Médio Oriente e no Norte de África cairá mais de metade, comparativamente com os números de 2019.

Os pilotos mais experientes da Qatar Airways “estarão sujeitos a uma redução de 25%” nos salários, escreveu o chefe de operações de voo Jassim al-Haroon aos pilotos, distribuído no dia 4 de junho.

“Nas próximas semanas, muitos de nossos comandantes, primeiros oficiais seniores, primeiros oficiais e pilotos de cadetes serão despedidos”, escreveu Haroon, sem especificar quantos seriam.

Os pilotos estagiários, denominados juniores na nota da companhia, enfrentarão um corte imediato de 15% nos seus salários, embora as medidas não sejam aplicadas aos pilotos naturais do Qatar.

A companhia aérea também avisou os tripulantes de cabina no início de maio que eles enfrentavam “substancial” perda de empregos.

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica