Qatar Airways reconstrói rede africana – Maputo passa a receber três voos semanais

A Qatar Airways pretende manter o seu estatuto de principal transportadora mundial com voos comerciais para o continente africano, operando uma das maiores e mais fiáveis redes da região. Tendo-se tornado a maior transportadora internacional durante as fases iniciais da pandemia, a companhia aérea do Estado do Qatar, no Golfo Pérsico, aplicou o seu conhecimento dos fluxos globais de passageiros e das tendências de reserva para reconstruir a sua rede de África para 23 destinos e mais de 100 voos semanais.

Nesta segunda-feira, dia 25 de janeiro, a Qatar Airways, que abriu em 2020 três novas rotas para África (Abuja, Acra e Luanda), anunciou o reforço de frequências noutras rotas, retomados nos últimos meses, incluindo para Maputo, capital de Moçambique, que a partir de 14 de fevereiro passará a ser servida com três voos semanais à partida de Doha, capital do Qatar, onde a companhia apresenta uma vasta rede de ligações para todo o mundo.

 

Assim, em linha com a constante reconstrução da rede africana da companhia aérea, a Qatar Airways planeia aumentar as frequências para os seguintes destinos:

Alexandria (Egito) – dois voos semanais, operação que fo retomada nesta segunda-feira, dia 25 de janeiro;

Cairo (Egito) – com previsão de até 16 voos semanais, já retomados a 16 de janeiro;

Cidade do Cabo (África do Sul – aumenta para cinco voos semanais a partir de 1 de fevereiro;

Casablanca (Marrocos) – aumentou para cinco voos semanais a 21 de janeiro;

Durban (África do Sul) – aumenta para três voos semanais a partir de 14 de fevereiro;

Joanesburgo (África do Sul) – aumenta para 18 voos semanais a partir de 26 de janeiro;

Maputo (Moçambique) aumenta para três voos semanais a partir de 14 de fevereiro;

Tunes (Tunísia) – aumentou para cinco voos semanais desde 24 de janeiro.

 

A transportadora nacional do Estado do Qatar continua a reconstruir a sua rede, que atualmente conta com mais de 120 destinos e tem planos para aumentar para mais de 130 até ao final de março deste ano.

A Qatar Airways tornou-se a primeira companhia aérea global do mundo a alcançar a classificação de segurança de ‘5 Estrelas COVID-19 Airline Rating’ pela organização internacional de classificação do transporte aéreo Skytrax. Isto segue-se ao recente sucesso de desempenho do Aeroporto Internacional de Doha que passou a ser o primeiro aeroporto no Médio Oriente e na Ásia a receber e ostentar a classificação de segurança do aeroporto ‘Skytrax 5-Star COVID-19’.

“Estes reconhecimentos garantem aos passageiros em todo o mundo que as normas de saúde e segurança das companhias aéreas estão sujeitas aos mais elevados padrões de escrutínio e avaliação profissional e independente”, refere um comunicado distribuído nesta segunda-feira, dia 25 de janeiro pela Qatar Airways.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica