Queda de avião executivo mata sete pessoas em São Paulo

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

A queda e explosão de um avião ligeiro (experimental), com configuração executiva, matou nesta tarde de sábado, dia 19 de março, na cidade de São Paulo, no Brasil, o empresário Roger Agnelli, de 56 anos de idade, que seguia a bordo com mais seis pessoas, sendo cinco seus familiares diretos e mais o piloto da aeronave. Agnelli foi durante 10 anos, entre 2001 e 2011, presidente da empresa Vale do Rio Doce, um dos gigantes mundiais da extração mineral, com atividade em diversos países, nomeadamente no Brasil, onde foi fundada e tem a sua sede e diversas explorações concedidas, e no norte de Moçambique, país de língua oficial portuguesa, na África Oriental. Foi também diretor do Bradesco, um conhecido banco brasileiro.

O acidente verificou-se pelas 15h20 locais, poucos momentos após o avião levantar voo do Aeroporto de Campo de Marte, na zona norte da cidade de São Paulo. Começou a perder altitude, no momento da subida, indo embater em duas casas de moradia, na zona residencial de Jardim de São Bento, na Rua Frei Machado, a cerca de 200 metros da cabeceira da pista do aeroporto de onde tinha descolado. Não se conhecem os motivos que terão provocado a desestabilização e consequente queda da aeronave.

O avião era propriedade do empresário desde dezembro de 2012 e estava a ser operado com o COA da empresa REAL Táxi Aéreo. Trata-se de um ‘Compair CA-9 Executive’, com a matrícula PR-ZRA, uma aeronave praticamente nova, monomotor turboélice e com capacidade para um piloto e sete passageiros.

Queda avião SP_00 19mar2016 800px
Os bombeiros combatendo o incêndio na casa de moradia após a explosão do avião em São Paulo. Foto: Divulgação

Segundo os bombeiros que acorreram ao local do acidente, a aeronave embateu primeiro numa casa térrea, que ficou destruída, e depois, de frente, com outra residência de três pisos, ficando anichado na garagem, onde cavou um buraco, após a explosão, ficando totalmente carbonizado. Entre alguns ferros retorcidos foram encontrados os despojos dos sete ocupantes do aparelho, totalmente irreconhecíveis, segundo relataram os canais televisivos e a imprensa de São Paulo, nas suas edições online. As duas casas ficaram destruídas. Os residentes foram alojados num hotel.

Segundo a imprensa paulista acompanhavam o empresário nesta viagem a sua mulher, Andréia, os dois filhos do casal, João e Ana Carolina, e ainda a nora e o genro de Roger e Andréia Agnelli. Desconhece-se a identidade do piloto. Todos morreram na queda do ‘Compair CA-9 Executive’. Segundo a imprensa a família Agnelli seguia para a cidade de Belo Horizonte, no Estado de Minas Gerais, onde deveria participar num casamento.

Durante a tarde o tráfego aéreo esteve interrompido em Campo de Marte, o primeiro aeroporto comercial de São Paulo, entre 1920 e 1932, e que é presentemente utilizado pela aviação geral e executiva, por empresas de helicópteros (ali está baseada a maior frota de hélis do Brasil) e de táxi aéreo, aeronaves militares e policiais de pequeno e médio porte e por diversas escolas de pilotagem.

Queda avião SP_01 19mar2016 800px
Imagem obtida a bordo de um avião ligeiro que estava a pousar no Aeroporto de Campo de Marte, vendo-se ao fundo a fumaça do avião de Roger Agnello a arder. Foto: Rafael Mariano.

O ‘Compair CA-9 Executive’ é um avião destinado principalmente ao transporte pessoal, atendendo às necessidades de negócio ou lazer, com elevada velocidade de cruzeiro, grande carga útil, interior amplo e confortável, versátil e silencioso.

A sua construção, totalmente feita em fibra de carbono, confere à estrutura um formato aerodinâmico que, em conjunto com a turbina de 1.000 hp (ao nível do mar) possibilita velocidade de cruzeiro de 250 nós, mesmo com o trem de pouso fixo.

Por sua vez, o trem de pouso fixo, de grande resistência, possibilita a operação em pistas mais rústicas, onde seria impossível a operação de aeronaves com trem retrátil, e a alta carga paga possibilita o carregamento de tudo o que seja necessário em viagens pessoais.

A turbina Honeywell oferece a potência para a rápida subida até a altitude de cruzeiro e a decolagem em pistas curtas, sem qualquer problema.

A cabina, com largura de 1,37 metros, acomoda confortavelmente oito pessoas (incluindo o piloto), podendo quatro dos assentos dos passageiros serem colocados frente a frente ou todos no sentido de voo.

É considerada uma aeronave experimental. Construída nos Estados Unidos da América, é exportada em kits e depois montada por empresas especializadas e de reconhecida competência técnica pela fábrica norte-americana. A construção, operação e manutenção de aeronaves experimentais são regidas, na legislação aeronáutica brasileira, pelo RBHA 37 – PROCEDIMENTOS PARA A CONSTRUÇÃO DE AERONAVES POR AMADORES.

 

  • A foto de abertura mostra o avião acidentado e é da autoria de Lvcivs/www.airliners.net. A imagem foi obtida em janeiro de 2013 no Aeródromo de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro.

 

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

TAP Air Portugal retomou rota direta entre a Venezuela e a ilha da Madeira

– Cerimónia oficial e decoração a preceito na zona...

TAP Air Portugal terá 95 voos semanais para o Brasil no mês de julho

Uma delegação da TAP Air Portugal, liderada pelo seu...

Teste de táxi aéreo elétrico pode definir novo tipo de transporte para peregrinos do Hajj, na Arábia Saudita

Num movimento histórico, a Arábia Saudita conduziu com sucesso...