Ryanair ameaça retirar-se das Canárias se não houver acordo dos trabalhadores

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

A Associação Europeia de Pilotos (ECA – European Cockpit Association) denunciou nesta terça-feira, dia 15 de janeiro, em comunicado, que a companhia irlandesa de voos de baixo custo Ryanair ameaça encerrar as suas bases no arquipélago espanhol das Canárias (Grã Canária e Tenerife Sul) se o pessoal de cabina da companhia não assinar as novas condições contratuais impostas pela empresa.

Jon Horre, presidente da ECA, alerta que a ameaça faz parte da estratégia utilizada pela companhia, forçando os empregados a aceitar a proposta de contrato colectivo de trabalho apresentado pela Ryanair até ao próximo dia 18 de janeiro.

“O fracasso da Ryanair na hora de aceitar relações industriais normais poderá ser uma força desestabilizadora significativa em 2019”, assinala o secretário geral da ECA”, Philip von Schöppenthau, citado num comunicado da associação.

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Governo Português envia avião da TAP com ajuda humanitária para o Rio Grande do Sul

O Governo português vai enviar, na próxima terça-feira, dia...

GOL e AZUL anunciam acordo de ‘codeshare’ que vigorará a partir do final de junho

As companhias aéreas brasileiras GOL e Azul anunciam nesta...

SATA Air Açores transportou doentes do Hospital de Ponta Delgada que estavam na Madeira

A SATA Air Açores realizou nesta quarta-feira, dia 22...