Bem-vindo, !|Sair

Ryanair anuncia lucro de 1/3 da tarifa paga pelo passageiro em cada viagem

A Ryanair obteve no semestre terminado a 30 de Setembro uma média de 18,7 euros de lucro por passageiro transportado, o que equivale a 33,4% da tarifa média do período, de acordo com o balanço da companhia publicado nesta segunda-feira, dia 2 de novembro.

A companhia irlandesa de baixo custo, liderada por Michael O’Leary, indica que nos seis meses de 1 de Abril a 30 de Setembro transportou 58,1 milhões de passageiros, que em média pagaram 56 euros por voo e realizou um lucro, antes de ganhos não recorrentes, de 1.088 milhões de euros (1.405,7 milhões incluindo 317,5 milhões com a venda da sua participação na Aer Lingus).

Os dados publicados mensalmente pela companhia permitem calcular que o número de passageiros aumentou 13,2% ou 6,77 milhões face ao período homólogo de 2014, enquanto a capacidade subiu 7,4% ou cerca de 4,3 milhões de lugares, o que significa que quase 37% do aumento foi transportado com acréscimo de custos mínimo.

Acresce que além do ganho de taxa de ocupação em cerca de quatro pontos, para 93%, a companhia teve um aumento da tarifa média em 2%, pelo que em receitas o seu crescimento foi de 14%, para 4.040,1 milhões de euros, com +16% em receitas de passagens, para 3.240 milhões, e +8% em receitas complementares (ancillaries), para 800,1 milhões.

Este aumento, por sua vez, compara com uma subida dos custos operacionais em 7%, para 2.779,6 milhões de euros, em grande medida por que apesar de ter aumentado a capacidade em cerca de 7,4% a factura de combustível caiu 1%, para 1.157 milhões, o que lhe permitiu apresentar um aumento do resultado operacional em 35%, para 1.260,5 milhões de euros, ou seja, 21,7 euros por passageiro, +19,2% que no período homólogo do exercício anterior.

O balanço mostra também que este aumento no semestre se deve em grande medida ao trimestre do Verão (Julho a Setembro), em que a Ryanair somou cerca de 30 milhões de passageiros, em alta de 11%, e a tarifa média subiu 7%, para 66 euros (mais dez que no conjunto do semestre).

Os seus proveitos totais alcançaram assim 2.387,4 milhões de euros, +17% que no Verão de 2014, com +19% em receitas de tráfego, para 1.991,9 milhões de euros, e +7% em ancillaries, para 395,5 milhões. Esse aumento de proveitos, por sua vez, foi obtido face a um aumento de custos em 6%, para 1.415,3 milhões de euros, para o qual contou em grande medida a redução da factura de combustíveis em 2%, para 597 milhões, se bem que nenhuma das principais rubricas de custos operacionais tenha registado aumentos superiores aos dos proveitos.

Dessa forma, a Ryanair teve no Verão um aumento dos resultados operacionais em 39%, para 972,1 milhões de euros, o que por sua vez equivale a 32,4 euros por passageiros, mais cerca de 25% que há um ano. O lucro líquido no trimestre do Verão, por sua vez, aumentou 41%, para 843,1 milhões de euros (sem ganho da venda da participação na Aer Lingus, com a qual o valor sobe para 1.160,6 milhões), o que equivale a uma média de 28,10 euros por passageiro, que, por sua vez, representa cerca de 43% do valor da tarifa média (66 euros) indicado pela Ryanair.

 

  • Texto publicado pelo portal de notícias de turismo e viagens ‘PressTUR‘ parceiro editorial do ‘NewsAvia’ em Portugal

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica