Ryanair apela a Bruxelas para adoptar sistema ‘Trafic Light’

A companhia europeia de baixo custo Ryanair fez um apelo para que os governos dos Estados-membros da União Europeia (UE) passem a utilizar o sistema ‘Traffic Light’. O alerta da maior companhia aérea da Europa é dirigido diretamente aos primeiros-ministros dos governos que irão participar no Conselho Europeu do próximo dia 13 de outubro, em Bruxelas.

No âmbito deste sistema comum, o Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) confirmou que é seguro viajar para 15 países da UE sem quaisquer restrições de viagem.

As indústrias da aviação e turismo da Europa não podem sujeitar-se a mais atrasos e devem adoptar o novo sistema, uma vez que estão em risco milhões de postos de trabalho na Europa num inverno extremamente difícil”, diz a Ryanair num comunicado distribuído nesta sexta-feira, dia 9 de outubro. Este quadro comum da UE ajudará a recuperar a confiança nas viagens aéreas e a colocar fim às diferentes políticas nacionais em toda a Europa que têm prejudicado a procura por parte dos consumidores.

O sistema comum da UE permite viagens seguras de e para 15 países considerados como ‘verdes’ e ‘âmbar’ sem restrições. De maneira oposta, poderão existir restrições (por exemplo: testes antes da partida e/ou na chegada) para os 15 países da lista ‘vermelha’. O novo sistema recomenda também que os Estados-membros apliquem uma abordagem regional sempre que possível para garantir que as regiões ou ilhas com baixos níveis de infeções por covid-19 não sejam penalizadas.

“Os peritos, incluindo a Organização Mundial de Saúde e o ECDC, confirmam que as quarentenas não funcionam, e as viagens aéreas representam um risco mínimo para a propagação do vírus”, destaca a Ryanair que aponta que, no caso específico da companhia, esta transportou mais de 16,5 milhões de passageiros no Verão com zero transmissões em voo. A adoção do sistema ‘Traffic Light’ da UE permitirá às famílias reunirem-se de novo e as empresas prosperarem, à medida que o mundo se recupera da crise da pandemia de covid-19.

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica