Bem-vindo, !|Sair

Ryanair refuta acusações do sindicato do pessoal de voo em Portugal

Faz parte da maior comunidade de aviação em português


 

A companhia aérea de baixo custo Ryanair, de bandeira irlandesa, esclareceu que contrata apenas tripulantes de cabina qualificados por agências certificadas refutando a denúncia do Sindicato Nacional do Pessoal de Voo e Aviação Civil (SNPVAC) de Portugal, que acusa a companhia de “publicidade enganosa”.

“A Ryanair apenas contrata tripulantes de cabina qualificados por agências certificadas e, tal como a maioria dos empregadores, não pagamos por qualquer qualificação ou treino pré-Ryanair”, pode ler-se no comunicado divulgado neste fim-de-semana pela companhia.

Na quinta-feira passada, o Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) avançou com uma denúncia de “publicidade enganosa” numa campanha de recrutamento para tripulantes de cabine da Ryanair, que terá lugar nesta segunda-feira, dia 4 de dezembro, na cidade no Porto, no norte de Portugal.

Em comunicado, o sindicato denunciou “um anúncio por parte da Crewlink (empresa parceira da Ryanair para recrutamento e formação), publicado no passado dia 21 de novembro, para uma campanha massiva de recrutamento de tripulantes de cabina, sem nenhuma experiência necessária, a ter lugar na próxima segunda-feira, dia 4 de dezembro, no Porto”.

Segundo o SNPVAC, no anúncio é publicitado um vencimento mensal entre 1.600 e 2.200 euros, entre outros benefícios, o que “não corresponde à verdade”.

“Não existem ‘condições de trabalho de terceiro mundo’ na Ryanair. Os tripulantes de cabina podem auferir até 40.000,00 euros por ano e desfrutar de ótimos termos e condições”, refere, por seu turno, a companhia de aviação irlandesa.

A Ryanair refere ainda ser por esse motivo que tem atualmente “uma lista de espera de mais de 3.000 profissionais qualificados que desejam juntar-se à Ryanair, num momento em que outras companhias aéreas (Monarch, Air Berlin, Alitalia) estão a negociar cortes de pessoal, pensões e salários”.

Uma das questões levantadas ainda pelo sindicato dizia respeito aos uniformes dos tripulantes, que denunciava que os custos com o fardamento eram da sua responsabilidade, acusação refutada, igualmente, pela companhia que garante que o “staff da Ryanair não paga pelo seu uniforme”.

“Os tripulantes de cabina recebem um valor anual para uniforme de até 450,00 euros, que excede os custos que têm nesta área”, sublinha a companhia no documento.

2 Comments

  1. Essas afirmações da Ryanair sao muito engraçadas. Regalias para os tripulantes, só mesmo staff travel. Salários de 40.000 por ano, são para aqueles que ja estão na Ryanair para cima de 15 anos, mas atenção, é para pessoal com contrato Ryanair, porque o pessoal novo que se junta, são subcontratados e esses salários andam por volta dos 25.000 por ano. Contudo isso varia com a base em que ficam colocados e também com as horas que voam.

  2. Trabalho é oferta e procura. Se tem gente sobrando no mercado e ai os salários caem. “Guerra” entre trabalho e capital.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica