SAA coloca nove aviões de longo curso à venda através da Internet

A companhia sul-africana South African Airways (SAA) colocou à venda nove aviões de longo curso, que se tornaram desnecessários na sua frota após a chegada no final do ano passado de quatro novas aeronaves Airbus A350-900.

A licitação da frota que a SAA considera excedentária – cinco aviões Airbus A340-300 e quatro A340-600 (na imagem de abertura), que são acompanhados por mais 15 motores sobressalentes e dois geradores correntemente denominados por unidades de potência auxiliar (APUs) – está a ser feita através do site da companhia. As propostas poderão ser apresentadas até às 11h00 locais da África do Sul (09h00 UTC) do dia 30 de janeiro.

“Depois que recebemos os quatro novos Airbus A350-900, tornou-se necessário vender os nossos aparelhos mais antigos para acomodar os novos modelos com recursos superiores, como a cabina mais silenciosa, o ambiente de voo relaxante e mais assentos com espaço extra para as pernas na Classe Económica e poltronas-cama na Classe Executiva”, justifica Zuks Ramasia, presidente executiva em exercício da SAA, citada num comunicado distribuído nesta quinta-feira, dia 16 de janeiro, pela companhia.

Zuks Ramasia esclarece ainda que a venda das aeronaves nada tem a ver com a situação económica-financeira difícil que a companhia vive, pois desde antes do início do processo de resgate comercial da empresa que estava prevista a venda dos nove aviões e dos motores sobressalentes.

“Quando recebemos os cinco aviões A330-300 em 2017 e em 2018, já tínhamos planeado vender cinco A340, mas devido a termos parte da frota operacional em manutenção, a retirada das aeronaves foi adiada. Agora é a hora de vender”, disse Ramasia.

Os quatro novos Airbus A350-900 começarão a operar na próxima semana nas rotas internacionais da SAA, acompanhando os cinco A330-300, confirma a companhia de bandeira sul-africana.

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica