SINTAC alerta que administração da SATA vai acabar com paz social no grupo

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

O Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Aviação Civil (SINTAC) alertou que o caminho seguido pela administração da SATA Holding, empresa pública que detém duas companhias aéreas portuguesas com sede na Região Autónoma dos Açores, “vai acabar com a paz social” no grupo, criticando o acordo de empresa fechado com outro sindicato. 

“O caminho recente seguido pelo CA [Conselho de Administração] do Grupo SATA vai acabar com a paz social que tanto valor tem e que tanto tentamos preservar, esperemos que o Governo Regional, enquanto acionista, tenha outra visão e perceba que este é o pior caminho”, avisa o SINTAC em comunicado distribuído nesta terça-feira, dia 14 de maio.

Aquele sindicato alerta que a situação pode exigir uma “ação musculada” por parte dos trabalhadores.

“A não resolução deste conflito levará inevitavelmente a uma ação musculada por parte do SINTAC”, lê-se na nota de imprensa.

O SINTAC adianta que a SATA “fechou um acordo” com o Sindicato dos Trabalhadores e Aviação (SITAVA) que “simula uma negociação, mascarando-a de benéfica”, mas que “resulta em benefício nulo para a maioria dos trabalhadores”.

Segundo o SINTAC, o acordo entre a administração e o SITAVA assegura um acréscimo de “25% nas horas extraordinárias a partir da primeira hora” e o “pagamento de mais 50% em dia feriado e alguns dias de férias, dos quais o trabalhador só consegue usufruir se não faltar, mesmo que justificadamente”.

“Este acordo só dá um pequeno retorno a quem fizer trabalho extraordinário e/ou trabalho em dia feriado. Isto significa que para ganhar um pouco mais, o trabalhador tem de sacrificar o seu tempo de descanso”, critica.

O sindicato realça ainda que os “trabalhadores que não façam trabalho extraordinário e/ou não o prestem em dia feriado não têm qualquer acréscimo salarial” e avisa que não aceita a existência de “trabalhadores de primeira e de segunda” na empresa.

“O SINTAC não subscreve este acordo e procurará negociar aumentos salariais reais que estejam em linha com outros acordos recentes em que alguns trabalhadores do grupo SATA obtiveram aumentos substanciais, muito acima dos 2,9% que a empresa aplicou por ato de gestão às tabelas”, concluiu.

No passado dia 2 de maio, a administração da SATA cooptou a diretora financeira Carla Neto para administradora de forma a garantir a “gestão diária” e a reestruturação do grupo enquanto “aguarda a nomeação” de um novo conselho.

A cooptação surge na sequência das saídas de Teresa Gonçalves da liderança do grupo SATA e do administrador com o pelouro financeiro, Dinis Modesto.

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Governo Português envia avião da TAP com ajuda humanitária para o Rio Grande do Sul

O Governo português vai enviar, na próxima terça-feira, dia...

GOL e AZUL anunciam acordo de ‘codeshare’ que vigorará a partir do final de junho

As companhias aéreas brasileiras GOL e Azul anunciam nesta...

SATA Air Açores transportou doentes do Hospital de Ponta Delgada que estavam na Madeira

A SATA Air Açores realizou nesta quarta-feira, dia 22...