South African Airways (SAA) aprofunda parceria comercial com a Emirates

A South African Airways (SAA), companhia de bandeira da África do Sul, e a Emirates, uma das maiores empresas aéreas internacionais de transporte de passageiros, com base no Dubai, Emirados Árabes Unidos, anunciaram a expansão dos seus acordos comerciais, nomeadamente com mais voos em code share de ambas as transportadores nas suas redes.

As duas companhias aéreas consolidam o acordo de voos com códigos compartilhados assinado em 1997, agora reforçado com o aproveitamento de sinergias comuns, não só no programa de vendas, como também na obtenção de mais benefícios para os passageiros que utilizam as duas companhias aéreas na suas deslocações, com escala no Dubai ou em aeroportos sul-africanos.

Um comunicado distribuído por ambas as companhias refere já no final que estão abertas outras portas para um maior desenvolvimento das parcerias, em diversos departamentos, entre as duas empresas, o que pressupõe um maior envolvimento da Emirates na gestão da SAA, empresa que tem passado por momentos muito difíceis nos últimos anos, e que continua a ter uma situação financeira nada agradável. O reforço dos laços com a companhia árabe, que tem na África do Sul, um excelente mercado, poderá ajudar na reestruturação e recuperação da SAA, companhia que está integrada na Star Alliance.

Vuyani Jarana, presidente executivo da SAA, citado no comunicado conjunto, considera que com este novo acordo se reforçaram os laços existentes entre as duas companhias desde há mais de duas décadas. Por outro lado, refere Jarana, foram identificadas áreas de negócio que poderão crescer entre as duas empresas aéreas, e que poderão ser muito úteis para a SAA e o seu reposicionamento no mercado internacional.

Sir Tim Clark, presidente da Emirates, manifestou igualmente a sua satisfação no reforço das parcerias com a SAA, e comentou que esta aliança tem sido responsável por uma parte importante do sucesso que a companhia do Dubai tem obtido nas suas rotas para cidades sul-africanas.

Em 2017/18 cerca de 90 mil passageiros usufruíram das facilidades permitidas pelo acordo de code share entre as duas companhias.

A Emirates começou a voar para a República da África do Sul em 1995 com voos do Dubai para a cidade de Joanesburgo. Hoje tem quatro voos diários para a maior cidade da África, um dos quais é feito com o icónico Airbus A380; três voos diários para a Cidade do Cabo e mais um diário para a cidade de Durban. A soma dá oito voos diários entre o Dubai e três aeroportos sul-africanos, o que, na verdade, mostra a importância desta rota para a companhia dos Emirados Árabes Unidos. Em todos estes voos a SAA dispõe de lugares que pode vender no seu sistema de distribuição e reservas, com a vantagem de poder levar os seus passageiros, com bilhete único (corrido), em viagens para outros destinos servidos pela Emirates, depois da escala no Dubai.

 

  • Imagem das duas delegações – da Emirates e da SAA – obtida esta semana após as negociações que levaram à assinatura de um acordo comercial mais abrangente entre as duas companhias, tendo por fundo o Aeroporto do Dubai e a zona reservada aos aviões da Emirates, companhia que tem a maior frota de aeronaves comerciais Airbus A380 e Boeing 777.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica