TAAG assina acordo comercial e reforça posição no segmento de transporte de carga

A TAAG Linhas Aéreas de Angola assinou nesta quarta-feira, dia 15 de junho, em Luanda, um acordo comercial com o grupo de aviação chinês Lucky Aviation. A parceria prevê a utilização de aviões de longo curso da TAAG em regime de charter, exclusivamente para transporte de carga.

  • A rota Changsha-Luanda-São Paulo/Guarulhos vai entrar em funcionamento esta semana, ligando duas vezes por semana três países de continentes diferentes: China, Angola e Brasil, respetivamente.

Inicialmente a rota será operada por uma aeronave tipo Boeing 777-200ER com dois voos por semana. Posteriormente, entrará na rota um terceiro avião, de maior capacidade, um Boeing 777-300ER, que permitirá o transporte de 76 toneladas de carga em cada percurso.

O acordo assinado entre a TAAG e a Lucky Aviation prevê novas rotas com origem em outras cidades chinesas, nomeadamente Hong Kong, Chengdu Tianfu, Guangzhou, Chengdu Shuangliu, Shangai Hongqiao e Pequim, capital da República Popular da China. Existe igualmente a oportunidade desta parceria chegar a destinos adicionais, servindo de conexão para países do bloco económico dos BRICS, com destaque para o subcontinente indiano, países da África Subsariana e da Europa.

A carga a transportar será matéria-prima, produtos agrícolas, material de eletrónica e bens diversos. Para a TAAG esta parceria está avaliada em cerca de 200 milhões dólares americanos, em termos de negócio, a favor da companhia angolana.

Entre outras iniciativas, a estratégia de crescimento da TAAG passa por potenciar negócios a nível global, criar sinergias entre países e posicionar Luanda como um hub capaz de interligar a América Latina, África, Ásia e Europa.

Um primeiro Boeing 777-200ER da TAAG já se encontra convertido em cargueiro. O segundo seguirá dentro ainda esta semana para a República da África do Sul para ser adaptado. Mais tarde, como referido atrás, um dos 777-300ER será também convertido da versão passageiros para cargueiro.

O presidente da Comissão Executiva da TAAG, Eduardo Fairen Soria, e o representante da China Lucky Aviation em Angola, Tongxi Li, saúdam-se após a assinatura da nova parceria entre as companhias aéreas angolana e chinesa. Fotos © Tony Mangueira Fernandes.

  • A China Lucky Aviation está confiante no sucesso e no crescimento da nova parceria com a TAAG

A China Lucky Aviation apresentou-se nesta terça-feira no mercado angolano como “uma empresa chinesa de serviços de aviação especializada em negócios de passageiros e carga, fornecendo aos clientes garantias de capacidade técnica e comercial”. Ao longo dos últimos anos estabeleceu relações de cooperação estratégicas estáveis com mais de 20 companhias aéreas em todo o mundo. “As nossas capacidades profissionais, assim como a rica experiência são reconhecidas e elogiadas pelos nossos parceiros internacionais”, disse um administrador da Lucky Aviation durante a cerimónia que decorreu no Hotel Tópico na capital angolana.

A fim de promover a Conectividade Global e promover a iniciativa ‘Belt and Road’ (a nova ‘Rota da Seda’ lançada pelas autoridades chinesas em 2013), o Governo Chinês apoia a Lucky Aviation para desenvolver a indústria de logística de aviação da China e no Mundo. Em 2020 a companhia recebeu total apoio da província chinesa de Hunan para construir uma Zona Logística Especial com o objetivo de transportar bens para outros países criando novas rotas e dando prioridade ao desenvolvimento da indústria de logística da aviação intercontinental na China, principalmente com os países de língua portuguesa, incluindo países e da América Central e do Sul.

“O projecto de cooperação China Lucky Aviation em estreita parceria com a TAAG – Linhas Aéreas de Angola é um exemplo de sucesso da cooperação na logística e aproximação no sector da aviação comercial China e Angola, e também uma grande conquista bilateral da cooperação económica bilateral China-Angola”, referem os responsáveis pela companhia aérea chinesa.

O valor contratual deste projecto é o maior em contratação de fretes aéreos na história da TAAG em Angola e irá impulsionar o desenvolvimento da indústria de logística aeronáutica angolana e o desenvolvimento do comércio de exportação de mercadorias. A Lucky Aviation assinala que a implementação desta parceria gerará benefícios económicos diretos e indiretos para Angola de mais de 600 milhões de dólares norte-americanos por ano e mais de 200 postos de trabalho diretos nos aeroportos de Angola.

A CLCA está a trabalhar com a TAAG com a ajuda e apoio dos dois governos para construir dos hubs logísticos aéreos intercontinentais de passageiros e carga com Angola como país chave, de modo a melhorar de forma abrangente a imagem internacional e a influência mundial dos Aeroportos de Luanda.

A Lucky Aviation acredita que o futuro Aeroporto Internacional de Luanda Dr. Agostinho Neto, será um centro de logística de aviação ligando Changsha, na China, e os países de língua portuguesa na Região e outros continentes. O mesmo acontecerá para os países do Sudoeste Africano.

 

  • Reportagem de Tony Mangueira Fernandes, colaborador do NEWSAVIA na República de Angola.

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica