TAAG transporta para Luanda angolanos que estavam em tratamento em Cuba

Um voo da TAAG – Linhas Aéreas de Angola transportou de regresso ao País cerca de 150 angolanos que estavam em tratamentos de saúde na República de Cuba, e que devido à situação de pandemia de covid-19 corriam riscos maiores por estarem fora da sua terra.

O Boeing 777-300ER da companhia de bandeira angolana, matrícula D2-TEG, aterrou no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, em Luanda, pelas 15h42, depois de 12h28 de voo direto desde a cidade de Havana.

O avião tinha saído da capital angolana no passado sábado, dia 18, e aterrado em Cuba pelas 22h10 locais do mesmo dia. Retomou viagem neste domingo, dia 20, pelas 22h13 locais (03h13 em Angola) em direção a Luanda.

A ministra da Saúde de Angola, Sílvia Lutucuta, tinha dito no passado sábado, em Luanda, que o Governo estava preocupado “com os angolanos que se encontram em toda a parte do mundo e tem dado atenção especial aos angolanos que estão no exterior”.

Na ocasião anunciou que a TAAG iria fazer “um voo humanitário” para Cuba, onde se encontravam 283 angolanos “numa situação difícil”.

Sílvia Lutucuta afirmou que o Governo tomou a decisão de ir buscar estes angolanos que estavam em tratamento médico e que ficaram sem condições financeiras para continuar, bem como condições assistenciais.
“Cuba também precisa das suas infra-estruturas”, observou a governante que anunciou que todos os cidadãos que regressaram nesta tarde vão fazer quarentena institucional e terão de assinar um termo de compromisso relativo ao cumprimento do isolamento.

 

  • Na imagem de abertura vemos o Boeing 777-300ER da TAAG, matrícula D2-TEG, no momento em que se aproximava do Aeroporto de Luanda, vindo de Havana. Uma fotografia bonita captada pelo nosso colaborador Tony Mangueira Fernandes.

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica