TICV recupera tráfego doméstico em Cabo Verde, mas muito abaixo de 2019

A companhia aérea cabo-verdiana TICV (ex-Binter CV) anunciou nesta semana um reforço de 20 voos domésticos face à programação inicial prevista para dezembro, tendo em conta o aumento da procura, mas admite que permanece 68,5% abaixo do desempenho de há um ano.

Em comunicado enviado à agência de notícias portuguesa ‘Lusa’, a administração da Transportes Interilhas de Cabo Verde (TICV) justificou que previa realizar em dezembro 148 voos, com cerca de 10.300 lugares, tendo em conta que nos três meses anteriores foram apenas transportados cerca de 7.300 passageiros por mês.

“No entanto, com o decorrer deste mês, notou-se um considerável aumento da procura e assim foram adicionados mais 20 voos com capacidade para 1.440 passageiros. Na sua maioria os reforços foram para as ilhas de São Vicente e do Sal”, explicou o diretor-geral da TICV, Luís Quinta, citado no comunicado.

A companhia, a única a operar no mercado doméstico entre as ilhas do arquipélago de Cabo Verde, recorda que em dezembro de 2019 transportou cerca de 27.000 passageiros entre as ilhas, mas perspetiva para o mesmo mês de 2020 que o movimento não ultrapasse os 8.500 passageiros, o que representará uma quebra de 68,5% face ao ano anterior, “com a respetiva quebra de receitas que isso provoca, problema que se vem a arrastar desde março do corrente ano”

“Embora a situação da covid-19 a nível nacional se encontre mais animadora, a mesma não tem sido acompanhada por correspondente aumento do número dos turistas e emigrantes, isto faz com que a companhia continue a ser fortemente afetada pelos efeitos da pandemia”, admitiu ainda o diretor-geral da companhia.

No final de março, por decisão do Governo, para conter a transmissão da pandemia pelo arquipélago, os voos domésticos foram suspensos, tendo sido retomados, progressivamente, apenas a partir de 15 de julho.

Segundo dados da Direção Nacional de Saúde de Cabo Verde, o arquipélago registou nos últimos 14 dias (até 13 de dezembro) uma taxa de incidência nacional acumulada de 110 casos de covid-19 por 100.000 habitantes.

Já sobre a procura para o mês de janeiro, a TICV admite que “parece ser idêntica” à de novembro, que “rondou os 7.300 passageiros, contra os 26.000 transportados em janeiro de 2020”, cenário que a concretizar-se representará uma quebra de 72%.

A TICV assinalou em setembro de 2019 o milhão de passageiros transportados em Cabo Verde e assegura as ligações aéreas para sete ilhas do arquipélago com três ATR-72 500, com capacidade para 72 passageiros.

 

  • Foto © Carlos Freitas

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica