Bem-vindo, !|Sair

Timor-Leste constrói novo aeroporto no enclave de Oecussi

A República de Timor-Leste vai construir um novo aeroporto na Região Administrativa Especial de Oecussi, um enclave de 815 km2 na parte indonésia da ilha de Timor, que, territorialmente, integra a nova república de língua oficial portuguesa.

As obras de construção das infra-estruturas no enclave de Oecussi iniciam-se domingo, dia 25 de Maio, com o lançamento da primeira pedra, anunciou em Dili o ministro das Obras Públicas de Timor-Leste, Gastão de Sousa.

O ministro, que acumula o cargo de coordenador da execução dos projectos de infra-estruturas do enclave, adiantou que na Região Administrativa Especial de Oecussi vão ser construídos um aeroporto, estradas, uma central eléctrica e as redes de abastecimento de água e de energia.

“É preciso criar condições mínimas para as comemorações dos 500 anos da chegada dos portugueses” ao país, que se assinalam em 2015, salientou Gastão de Sousa, de acordo com a agência noticiosa Lusa.

O enclave de Oecussi foi o primeiro local onde desembarcaram os Portugueses quando chegaram àquela ilha. É considerado o berço de Timor, se bem que os Portugueses tenham depois se mudado para Dili, para fugir aos constantes ataques dos holandeses que, no século XVI dominavam parte da ilha, que hoje pertence à Indonésia.

O enclave de Oecussi tem uma área um pouco superior à ilha portuguesa da Madeira, no Oceano Atlântico, (que tem uma área de 742 quilómetros quadrados), e vive especialmente da agricultura e da pesca. A sua população está estimada em cerca de 60 mil pessoas.

Em Abril passado, o governo de Timor-Leste aprovou a proposta de lei para a criação da Região Administrativa Especial de Oecussi, onde vai ser executado o projecto da Zona Especial de Economia Social de Mercado.

A proposta de lei inclui a ilha de Ataúro, em frente a Dili, como pólo complementar da Região Administrativa Especial de Oecussi, na área do turismo.

A Zona Especial de Economia Social de Mercado, projecto que está a ser liderado pelo antigo primeiro-ministro timorense Mari Alkatiri, tem como objectivo o desenvolvimento regional integrado através da criação de zonas estratégicas nacionais atractivas para investidores nacionais e estrangeiros.

“O intuito é retirar a Oecussi o estatuto de enclave e conferir-lhe o estatuto de pólo de desenvolvimento nacional, sub-regional e regional, ficando Ataúro, no âmbito deste pólo, direccionado para o turismo integrado”, de acordo com o governo.

 

  • Esta notícia tem como base um texto publicado hoje pelo portal de informação económica ‘Macauhub

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica