Tripulantes da TAP exigem “igualdade de tratamento” no processo de reintegração

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) exigiu “igualdade de tratamento”, apelando à reintegração de colegas, depois de um acordo com os pilotos nesse sentido, segundo um comunicado aos associados conhecido nesta quinta-feira, dia 23 de março, em Lisboa.

“Desde o primeiro momento em que a TAP anunciou o recurso a um despedimento coletivo, que o SNPVAC manifestou o seu inconformismo com esta medida, rejeitando a sua necessidade perante os fundamentos que exaustivamente enunciou junto da empresa, da tutela, e, finalmente em tribunal”, refere o texto.

O sindicato recorda que a classe “aceitou graves reduções nas suas condições laborais, com vista a salvaguardar os postos de trabalho ameaçados”, e explica que “tentou reverter esta situação, mantendo a TAP uma posição intransigente, sem mostrar qualquer abertura para repor uma situação que é de justiça, de moral e de lei ser reparada”.

No comunicado, o sindicato indicou que teve conhecimento que, “no âmbito de uma negociação encetada com o SPAC [sindicato dos pilotos], foi acordada uma transação no processo judicial em curso, com vista à impugnação daquele despedimento”, nos termos da qual “os pilotos que foram despedidos serão reintegrados na empresa, com todas as consequências legais”.

O SNPVAC congratula-se “com esta mudança de postura por parte da TAP”. E refere: “este é o primeiro passo para que os nossos colegas atingidos pelo despedimento coletivo, possam finalmente regressar ao ativo, e pôr fim a um penoso processo que tanta angústia, sofrimento e prejuízos económicos lhes acarretou, bem como às respetivas famílias”.

“Foi já solicitado à TAP que nos informasse para quando pretende fazer a transação judicial inerente à reintegração imediata daqueles nossos colegas tripulantes de cabine, garantindo, desta forma, o cumprimento do princípio da igualdade de tratamento”, conclui o documento enviado pelo SNPVAC aos seus associados.

O Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) e a TAP chegaram a um acordo sobre algumas matérias, nomeadamente “a cessação da intenção do despedimento coletivo”, depois de a companhia ter anunciado que iria contratar mais profissionais este ano (LINK notícia relacionada).

 

 

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

TAP Air Portugal retomou rota direta entre a Venezuela e a ilha da Madeira

– Cerimónia oficial e decoração a preceito na zona...

TAP Air Portugal terá 95 voos semanais para o Brasil no mês de julho

Uma delegação da TAP Air Portugal, liderada pelo seu...

Teste de táxi aéreo elétrico pode definir novo tipo de transporte para peregrinos do Hajj, na Arábia Saudita

Num movimento histórico, a Arábia Saudita conduziu com sucesso...