Um vídeo verdadeiramente impressionante!

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

Lançamento Nike Free 5.0 - Corra com movimento natural dos seus pés!

A busca constante pela fama, pelo reconhecimento entre os pares, e por fazer chegar emoções fortes aos que estão frente aos écrans dos computadores em todo o mundo, leva os profissionais de desportos radicais a se ultrapassam na luta constante pelo “tube” mais viral e arriscam cada vez mais a sua vida.

Este vídeo é verdadeiramente assombroso. Bem filmado, podemos perceber, através de vários ângulos, do risco que o chileno Sebastian Alvarez correu neste salto de Wingsuit.

Sebastian saltou de um helicóptero e sobrevoou o extinto vulcão de Cerro Manquehue em Santiago do Chile, passando muito perto de um monte, onde voando à velocidade de uns estonteantes 250 km/h rebentou uma bandeira chilena, continuando o salto em segurança até ao solo.


Sobre os WingSuits

Os primeiros wingsuits surgiram na década de 30 do século XX, feitos com materiais rígidos. Entre 1930 e 1961, 72 dos 75 pioneiros morreram nos voos de teste.

Foi o caso do alfaiate francês, Franz Reichelt, de 33 anos de idade, que a 4 de Fevereiro de 1912 saltou da Torre Eiffel, na tentativa de testar a sua invenção, uma combinação de pára-quedas com asas de tecido, um conceito semelhante aos wingsuit de hoje em dia.

Franz enganou as autoridades francesas, dizendo que iria usar na experiência um boneco de testes. Hesitou várias vezes, mas acabou por se atirar para a morte em nome da sua invenção.

Conseguiu abrir um buraco no chão tendo embatido no solo de cabeça. Contudo os exames legais afirmaram que Franz morreu antes do embate, consequência de um ataque de coração.

Estes saltos são sempre muito mediáticos, e têm tirado a vida aos seus melhores praticantes.
Com um rácio de uma morte por cada 100 mil saltos, é cerca de mil vezes mais perigoso do que um salto de pára-quedas tradicional.

O embaixador chileno dos saltos de Wingsuit, campeão de saltos de WingSuit proBASE também saltou para a morte na Suíça em Novembro de 2014, uma semana depois de ter batido o recorde do salto mais alto do mundo a partir da montanha Cerro El Plomo, num salto com uns impressionates 4,100 metros.

Ramón Rojas, mais conhecido como ‘The Birdman’, tinha 35 anos.

Este ano, no Parque Nacional Yosemite, nos Estados Unidos da América, dois dos mais proeminentes saltadores de wingsuit, Dean Potter (43 anos) e Graham Hunt (29 anos), perderam a vida ao saltar de um promontório de três mil metros acima do vale.

Dean Potter num salto com o seu cão


Wingsuit no Brasil

Em 2007, usando o wingsuit, o paraquedista brasileiro Luigi Cani saltou de um helicóptero sobre o Corcovado, poucos metros acima da estátua do Cristo Redentor, na cidade do Rio de Janeiro. Cani raspou o traje na montanha, rasgando o wingsuit. Apesar disso, conseguiu manter o voo e pousar ileso2

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Sevenair Academy vai treinar pilotos cadetes nórdicos nas suas instalações em Ponte de Sor

A Sevenair Academy, escola portuguesa de pilotos e técnicos...

Governo de Angola contrata empresa britânica para elaborar o Plano Diretor da nova ‘Aerotropolis de Luanda’

A empresa britânica ‘Foster + Partners’ foi contratada pelo...

GOL apresenta “o mió da roça” em avião temático do Chico Bento 

Inspirada no personagem Chico Bento, a GOL Linhas Aéreas...

Centro Digital de Aviação em Portugal acelera a transformação digital e a inovação na TAP

‘Tata Consultancy Services’ estabelece um centro de excelência em...