Viracopos mantém liderança na receção de carga nos aeroportos brasileiros

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

Após apresentar um recorde histórico na movimentação de cargas em 2021, o Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (Estado de São Paulo, Brasil), registou um crescimento de 7,38% no mesmo segmento de negócio no primeiro quadrimestre de 2022 com um total de 116.010 toneladas (108.032 toneladas do mesmo período do ano passado).

O resultado nos primeiros quatro meses do ano foi alavancado pelo aumento das movimentações na importação, na exportação, nas cargas domésticas (nacionais) e nas remessas de carga e correio expressos (pequenas encomendas). Neste período destacaram-se os setores farmacêutico, metalmecânico, químico, tecnológico, peças e sobressalentes para a indústria automóvel e de vestuário.

Viracopos é presentemente o maior aeroporto em importação de carga do Brasil, movimentando 40% de toda a carga aérea que chega ao País.

Considerando apenas o mês de abril, a situação manteve-se estável com pequena oscilação negativa de 0,2%. Foram 28.428 toneladas em abril de 2022 contra 28.492 toneladas registradas no mesmo mês do ano passado.

O resultado da soma do quadrimestre mantém a tendência de alta neste setor do aeroporto, com chances de novo recorde ao final de 2022. Em janeiro, a alta chegou a 11,5%, em fevereiro, 16%, e em março, 4,2%.

​O Aeroporto de Viracopos encerrou o ano de 2021 com recorde histórico de movimentação de carga (em peso) para um ano. O aeroporto processou um total de 364,3 mil toneladas de carga no ano passado somadas as áreas de importação, exportação, remessas expressas (courier) e cargas nacionais.

 

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

TICV recebe Bombardier Dash 8 Q300 para repor ligações interilhas em Cabo Verde

A companhia TICV – Transportes Interilhas de Cabo Verde...

GOL programa início dos voos entre Brasília e Bogotá (Colômbia) para 27 de outubro

A companhia brasileira GOL Linhas Aéreas vai ampliar as...