Viracopos ‘recebe’ GP do Brasil em Fórmula 1

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

O Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, no Estado de São Paulo, começou a receber nesta terça-feira, dia 3 de novembro, os equipamentos e carros do GP Petrobras do Brasil de Fórmula 1 – 2015. A operação vai até sexta-feira, dia 6. Ao todo são seis aeronaves e 600 toneladas de carga desembarcadas no Terminal de Carga do aeroporto. Todos os volumes serão levados em 90 reboques até o Autódromo de Interlagos, em São Paulo.

“Viracopos preparou uma operação especial de logística, com 30 funcionários do terminal de cargas e da área de segurança dedicados integralmente ao trabalho, além de colaboradores de órgãos públicos e da empresa transportadora”, revela um comunicado distribuído pela empresa concessionária da estrutura aeroportuária.

Cargolux Viracopos F1 03nov2015_02 900px

A ação envolve a chegada dos aviões, despacho da carga e transporte para os reboques. A primeira carga chegou na terça-feira, direto da Cidade do México, em uma aeronave Boeing 747-400 F. O GP Petrobras Brasil acontece nos dias 13, 14 e 15 de novembro.

Esta é a 14ª vez que o Aeroporto de Viracopos cuida da operação de embarque e desembarque da carga da Fórmula 1 para o GP Brasil. Na operação de embarque, após a corrida em Interlagos, a carga chegará ao aeroporto onde será transferida dos caminhões para a companhia aérea responsável pelo transporte.

“A infraestrutura do terminal e a operação especial montada pelo aeroporto são essenciais para a eficiência operacional que o GP do Brasil de Fórmula 1 precisa”, ressalta o diretor de Operações Viracopos, Marcelo Mota.

2 COMENTÁRIOS

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

KC-390 da FAP ganha prémio mais importante em festival internacional no Reino Unido

Um avião KC-390 Força Aérea Portuguesa (FAP) foi distinguido...

Governo reuniu-se com a ANA para preparar o projeto do Novo Aeroporto de Lisboa/Luís de Camões

O ministro das Infraestruturas e Habitação e o secretário...