Bem-vindo, !|Sair

Voos ‘charters’ recuperam quota no Aeroporto de Faro/Algarve

As chegadas de turistas ao Algarve em voos charters cresceram 92,2% no primeiro quadrimestre deste ano, com as operações à partida de Amesterdão a protagonizarem o ressurgimento dos voos fretados por operadores turísticos, com um aumento em 175,6%, noticia nesta segunda-feira o PressTUR, agência de notícias de viagens e turismo.

Dados de tráfego do Aeroporto de Faro a que a agência teve acesso mostram que dessa forma os charters, que já foram líderes absolutos em Faro e foram ‘destronados’ pelas low cost, ganharam 2,4 pontos de quota de mercado no primeiro quadrimestre, tendo sido a opção de 6,7% dos 1,4 milhões de passageiros que voaram de/para Faro nos primeiros quatro meses deste ano.

Os charters deram, assim, um contributo importante para que Faro se tivesse posicionado como o aeroporto do continente português com o crescimento de passageiros mais forte do quadrimestre, com +22,9%, representando um aumento em cerca de 265 mil passageiros.

As companhias low cost, lideradas pela Ryanair e pela EasyJet, mantiveram enorme preponderância, tendo sido as transportadoras de 75,5% dos passageiros embarcados e desembarcados em Faro, aquém dos 76,2% de há um ano, porque com um crescimento menos forte que a média do aeroporto, mas ainda assim nuns ‘explosivos’ 21,7% que significaram um aumento em quase 192 mil passageiros, para 1,07 milhões.

A Ryanair manteve-se não só a número 1 em Faro como reforçou essa liderança, ao apresentar um aumento de passageiros acima da média do aeroporto e, sobretudo, mais forte que as principais concorrentes.

Com um aumento de passageiros em 28,3% ou cerca de 97 mil, para 441.682, a Ryanair subiu a sua quota de mercado em 1,3 pontos, para 31%, enquanto a número 2, a EasyJet, apesar de ter sido a companhia com maior aumento de passageiros em Abril, no quadrimestre baixou 1,9 pontos, para 19%, a Transavia baixou 0,1, para 8,3%, a Monarch perdeu 1,3, para 7,8%, e a Air Berlin/Niki perdeu 0,3, para 4,2%.

A EasyJet teve um aumento de passageiros em 11,5% ou quase 28 mil, para 270.563, a Transavia teve +20,9% ou mais cerca de 20 mil, para 118.160, a Monarch teve +5,6% ou mais cerca de seis mil, para 111.027, e a Air Berlin/Niki teve +14% ou mais cerca de sete mil, para 59.596.

Ainda no Top10 das companhias com mais passageiros em Faro no primeiro quadrimestre estiveram a Jet2.com, com 50.745 (+17,2% ou mais cerca de 7,5 mil), a TAP, com 47.419 (-25,5% ou menos cerca de 16 mil), British Airways, com 40.993 (+14,2% ou mais cerca de cinco mil), Aer Lingus, com 39.674 (+9,8% ou mais cerca de 3,5 mil), e a Czech Airlines, que há um ano não operava para Faro e entrou diretamente para a 10ª maior, com 27.879 passageiros.

Em relação ao tráfego charter, os dados a que o PressTUR teve acesso indicam que 20,8% dos passageiros deste segmento tiveram origem/destino em Amesterdão, num total de 20.118 no primeiro quadrimestre.

Seguiram-se Lanzarote, com 10.955 passageiros (-19,3% que há um ano), Billund/Copenhaga, com 3.400 (+26,2%); Manchester, com 3.346 (+95,6%); Londres/Stansted, com 3.247 (+113,1%), Londres/Gatwick, com 2.656 (+18,7%); Paris/Orly, com 2.244 (+144,4%); Hanôver, com 2.231 (há um ano não existia); Birmingham, com 1.739 (há um ano não existia); e Paris Charles de Gaulle, com 1.709 (+124%).

Em voos regulares, sete das dez maiores origens/destinos do primeiro quadrimestre tiveram aumentos de passageiros a dois dígitos, com +10,9% nos voos de/para Londres Gatwick, que transportaram 157.180 passageiros, +23,9% nas ligações com Manchester (85.671 passageiros), +33,5% nas ligações com Dublin (81.059), 25,6% com Amesterdão (52.737), 50,3% com Londres Stansted (51.878), 21,1% com Eindhoven (45.908), e 10% com Liverpool (42.136).

A principal excepção foi Lisboa, com uma queda em 25%, para 46.925, e, seguidamente, os aumentos a um dígito nas ligações com Bristol (+8%, para 61.659) e com East Midlands (+3,5%, para 40.362).

 

  • Texto da autoria da agência de notícias de viagens e turismo PressTUR, parceiro editorial do ‘Newsavia’ em Portugal

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica