Voos entre Portugal e o Reino Unido voltam antes do Verão, garante o Governo em Lisboa

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

As restrições às viagens entre Portugal e o Reino Unido deverão ser levantadas antes do Verão, mas deverão ser mantidas durante mais algumas semanas, afirmou o ministro português dos Negócios Estrangeiros ao jornal britânico ‘Daily Telegraph’ (edição desta terça-feira, dia 16 de fevereiro).

Augusto Santos Silva disse que o atual confinamento em Portugal, que determinou o encerramento de escolas, lojas, restaurantes e bares, está a começar a reduzir as taxas de infeção.

“Esperamos que dentro de semanas possamos ultrapassar esta situação e possamos voltar à ligação normal entre o Reino Unido e Portugal”, explicou o ministro, acrescentando que espera “poder restabelecer a ligação antes do verão.”

O governante português considerou também “inútil” a inclusão de Portugal na lista de países de risco cujos viajantes para Inglaterra têm de cumprir uma quarentena de 10 dias num hotel designado pelas autoridades a um custo de 1.750 libras esterlinas (cerca de 2.000 euros) por pessoa.

“Não é necessário colocar Portugal na lista vermelha deste mês porque o Governo [português] prolongou a proibição de viajar para o estrangeiro”, justificou, alegando não existirem sinais da prevalência de variantes identificadas no Brasil ou África do Sul.

Portugal determinou a interrupção de voos diretos com o Reino Unido a 23 de janeiro, porém, estes já tinham sido suspensos pelo Reino Unido oito dias antes, a 15 de janeiro.

Portugal e Cabo Verde foram incluídos numa lista de outros países, nomeadamente da América do Sul, para travar a importação de casos de uma nova variante do coronavírus identificada no Brasil, país com o qual Portugal tem laços estreitos e ligações aéreas, só interrompidas no final de janeiro.

As viagens entre Portugal e Reino Unido já tinham sido perturbadas antes, quando, pouco antes do Natal, a 20 de dezembro, o Governo Português decretou que apenas os cidadãos nacionais ou estrangeiros residentes podiam entrar no país devido ao risco de uma variante do vírus SARS-CoV-2 identificada em Inglaterra e altamente infecciosa.

Porém, continua a ser possível circular entre os dois países fazendo escala em capitais europeias, como Madrid, Paris ou Dublin, se os passageiros apresentarem uma justificação de viagem, como o regresso à residência ou local de trabalho, bem como testes com resultado negativo feitos até 72 horas antes.

O Reino Unido registou 230 mortes de covid-19 na segunda-feira, somando 117.396 desde o início da pandemia covid-19, o balanço mais alto na Europa e o quinto a nível mundial, atrás dos Estados Unidos, Índia, Brasil e México.

Em Portugal, morreram 15.411 pessoas dos 787.059 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

 

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Pilotos da TACV – Cabo Verde Airlines marcam greve de cinco dias entre 25 e 29 de abril

O Sindicato Nacional dos Pilotos da Aviação Civil (SNPAC)...

Luís Rodrigues completa primeiro ano à frente da TAP marcado por lucro recorde

O presidente da TAP, Luís Rodrigues, completa neste domingo,...

Presidente da SATA demitiu-se por falta de “condições” para continuar o “projeto proposto”

A Comissão de Trabalhadores da companhia aérea portuguesa Azores...

FAP terminou missão de patrulhamento no Golfo da Guiné em cooperação com países lusófonos

Os militares Força Aérea Portuguesa (FAP) da Esquadra 601...