Bem-vindo, !|Sair

Lisbon Helicopters: o postal aéreo sobre Lisboa

A ideia é simples: mostrar a cidade de Lisboa do ar aos visitantes de fora e nacionais também. A aposta passa ainda por um conjunto de experiências aliadas ao voo como um almoço na praia, passeios sobre os palácios e castelos, transporte VIP ou quem sabe um pedido de casamento no ar.

(c) André Garcez Photography

(c) André Garcez Photography

(c) André Garcez Photography

Há cerca de 5 anos dois amigos, agora sócios da empresa tiveram a ideia de organizar voos turísticos sobre Lisboa durante um pequeno-almoço. Uma atividade já praticada noutras cidades como Nova Iorque, Las Vegas, Rio de Janeiro e Barcelona e que é agora possível na capital portuguesa. Este foi o mote para a criação da Lisbon Helicopters, que ao invés de optar por uma atividade de concorrência preferiu aliar-se a um operador de helicópteros, a Helibravo, uma empresa dedicada ao combate de incêndios e realização de filmes.

(c) André Garcez Photography

(c) André Garcez Photography

(c) André Garcez Photography

Quatro anos e meio foi o tempo necessário para colocar no ar o projeto que ultrapassou vários obstáculos impostos pelas várias entidades. Para os sócios, Rúben Bensimon e Francisco Sá Nogueira, foi necessário acabar com mitos, sobretudo a falta de autorização do Aeroporto de Lisboa para que outras aeronaves pudessem sobrevoar a cidade. Desfeito o mito havia duas coisas importantes a ter em conta: a construção de um heliporto e a proximidade deste com o rio Tejo porque é aí que se encontram os pontos mais interessantes para a realização de um voo turístico. Durante esse período de tempo foi necessário formalizar a concessão com o Porto de Lisboa, para a construção do heliporto bem como negociações com as autarquias de Oeiras e Lisboa, dadas as restrições de sobrevoo nas cidades e grandes aglomerados urbanos. Só em infraestruturas foram investidos 150 mil euros, num investimento total de um milhão de euros.

(c) André Garcez Photography

(c) André Garcez Photography

(c) André Garcez Photography

(c) André Garcez Photography

A frota é constituída por duas aeronaves Robinson R44 que fazem passeios turísticos diários com três passageiros e o AS350 Ecureuil que transporta cinco pessoas, sendo mais utilizado no caso de grupos com muitos elementos.

(c) André Garcez Photography

(c) André Garcez Photography

(c) André Garcez Photography

As rotas já são muitas e tudo depende de quanto é que o cliente pretende gastar. Há passeios de 10 minutos sobre a Torre de Belém, Padrão dos Descobrimentos, Ponte 25 de abril, Parque das Nações e regresso e existem outros mais dispendiosos sobre os castelos e palácios de Sintra, sobre a baía de Cascais. Os mais caros são os voos de transporte VIP para a Comporta com paragem para almoço ou outros destinos escolhidos pelo cliente.

(c) André Garcez Photography

(c) André Garcez Photography

(c) André Garcez Photography

O balanço deste primeiro ano de atividade é, segundo a empresa, bastante positivo e muito revelador no sentido em que 75% dos clientes são nacionais. Porém, o cliente estrangeiro é o que desembolsa mais ao optar por voos combinados de custo mais elevado. Para Francisco Sá Nogueira, “são pessoas que estão cá por pouco tempo e não sabem se vão voltar ao país e, por isso, aproveitam para fazer mais voos. O português tem tempo e oportunidade para voltar cá e repetir a experiência”. A promoção dos voos através da comunicação social é também apontada pelos empresários como um meio muito vantajoso para o crescimento da empresa, bem como a organização de eventos como sunset parties e um open day que levou cerca de 560 pessoas a voar sobre a capital em apenas três dias.

(c) André Garcez Photography

(c) André Garcez Photography

(c) André Garcez Photography

A aposta no futuro passa por reforçar as parcerias com os hotéis da cidade, que recebem cada vez mais empresários internacionais e facultar-lhes uma visita privilegiada sobre Lisboa, bem como a criação de mais pacotes de experiências que agradem o público nacional e estrangeiro.

(c) André Garcez Photography

(c) André Garcez Photography

(c) André Garcez Photography

(c) André Garcez Photography

 

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica